Governança da água é o tema do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 30/10/2016 às 00:20:00

O lançamento do XIII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste, que terá a presença da presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, ocorreu nesta quinta-feira (27), no auditório da Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise), em Aracaju. O objetivo foi apresentar oficialmente à imprensa a programação do evento que ocorre entre os dias 8 e 11 de novembro, em Sergipe. O tema central desta edição é “Governança da Água – Desafio para Integração do Nordeste no Presente e Futuro”.

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Recursos Hídricos (ABRH), Vladimir Caramouri Borges de Souza, o principal desafio desta edição é encontrar soluções e alternativas para o problema da crise hídrica no nordeste e no Brasil. “A realização desse simpósio em Aracaju nos dá a oportunidade de focar na problemática da crise hídrica no Nordeste, observando aspectos regionais do fenômeno. Por isso, temos que tratar de forma diferente esses eventos que acontecem aqui”, disse. “Nosso principal desafio é encontrar soluções para que nenhum brasileiro tenha que sofrer com a falta de água”, completou.

“São mais de 300 trabalhos inscritos, quatro oficinas, diversas palestras com mesas redondas, conferências e apresentação de trabalhos técnicos, todos com foco no desafio de fazer gestão de recursos hídricos no momento de escassez hídrica”, afirmou o superintendente de Recursos Hídricos de Sergipe e presidente da Comissão Organizadora Local, Ailton Rocha.

A cerimônia de lançamento teve a participação do coral Cantar das Águas, da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), que apresentou um repertório com temáticas sobre a água. Também participaram do evento o secretário de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Olivier Chagas, o chefe-geral da Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju/SE), Manoel Moacir Macedo, servidores Universidade Federal de Sergipe (UFS) e os analistas da 4ª Superintendência Regional da Codevasf, Vandete Paiva e Walter Uchôa.