Condutor é preso com carro furtado na vistoria do Detran.

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 02/11/2016 às 00:20:00

 

Soldados da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran), prenderam, na manhã desta segunda-feira, um homem de 30 anos que estava em posse de um veículo com restrição de furto. A prisão aconteceuno pátio do da sede do Departamento estadual de Trânsito (Detran), na Jabotiana (zona oeste). A companhia informou que, por volta das 6h, foi acionada por funcionários da repartição, os quais informaram que um carro Gol de cor branca com restrição de furto havia sido levado para a vistoria.
Segundo a capitã Manuela Gomes, comandante da CPTran, a restrição de furto ou roubo foi acusada pelo sistema de dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a partir dos registros de ocorrência feitos em todo o país. De imediato, os policiais abordaram o proprietário do Gol, constatando o que foi informado. O responsável pelo carro foi detido em flagrante e levado para a Delegacia de Roubos e Furto de Veículos (DRFV). Em depoimento, o acusado alegou que não sabia da restrição de furto e que comprou o carro de boa fé. Um inquérito foi instaurado para investigar o caso. 
Ainda de acordo com a capitã Manuela, a orientação da polícia é que o cidadão, ao comprar um veículo, verifique a procedência do bem e consulte a situação de furto ou roubo, inserindo os dados da placa no Sinest Cidadão, um aplicativo desenvolvido pelo Ministério da Justiça que dá acesso ao sistema de dados do Denatran. O programa é gratuito, pode ser baixado em qualquer telefone celular e está disponível nas lojas virtuais de aplicativos. "Caso o veículo seja roubado, furtado, ou clonado, ele pode acionar a Polícia Militar para que nós façamos a verificação mais completa e tomemos as providências", informou. 

Soldados da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran), prenderam, na manhã desta segunda-feira, um homem de 30 anos que estava em posse de um veículo com restrição de furto. A prisão aconteceuno pátio do da sede do Departamento estadual de Trânsito (Detran), na Jabotiana (zona oeste). A companhia informou que, por volta das 6h, foi acionada por funcionários da repartição, os quais informaram que um carro Gol de cor branca com restrição de furto havia sido levado para a vistoria.

Segundo a capitã Manuela Gomes, comandante da CPTran, a restrição de furto ou roubo foi acusada pelo sistema de dados do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), a partir dos registros de ocorrência feitos em todo o país. De imediato, os policiais abordaram o proprietário do Gol, constatando o que foi informado. O responsável pelo carro foi detido em flagrante e levado para a Delegacia de Roubos e Furto de Veículos (DRFV). Em depoimento, o acusado alegou que não sabia da restrição de furto e que comprou o carro de boa fé. Um inquérito foi instaurado para investigar o caso. 

Ainda de acordo com a capitã Manuela, a orientação da polícia é que o cidadão, ao comprar um veículo, verifique a procedência do bem e consulte a situação de furto ou roubo, inserindo os dados da placa no Sinest Cidadão, um aplicativo desenvolvido pelo Ministério da Justiça que dá acesso ao sistema de dados do Denatran. O programa é gratuito, pode ser baixado em qualquer telefone celular e está disponível nas lojas virtuais de aplicativos. "Caso o veículo seja roubado, furtado, ou clonado, ele pode acionar a Polícia Militar para que nós façamos a verificação mais completa e tomemos as providências", informou.