São Cristóvão: Prefeito eleito pede ao TCE e MPE que barre licitação de iluminação.

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 02/11/2016 às 00:24:00

 

No apagar das luzes 
dos 4 anos de ges
tão do Grupo Batalha em São Cristóvão, o atual prefeito Jorge Eduardo (Jorjão), lançou proposta de Parceria Público-Privada (PPP) para terceirizar os serviços e a manutenção da iluminação pública no município.
A concorrência pública está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e do Meio Ambiente.  Pela proposta, o contrato com a empresa vencedora terá vigência por um período de 35 anos.
A licitação deve ocorrer no dia 14 de novembro. O prefeito eleito Marcos Santana, entrou com representação no TCE e MPE alegando que a licitação pode comprometer a futura gestão.
Filha de Armando - Antes da licitação, o prefeito Jorjão, mandou para a câmara de vereadores um projeto de lei criando a Agência Reguladora, que na prática vai fiscalizar a Parceria Público-Privada (PPP). Outro fato curioso é que a filha de Armando Batalha (Artemise Barreto de Góes Dantas), já foi nomeada, para um mandato de 5 (cinco anos), como diretora administrativa da Agência Reguladora.
Ajuda ao TCE - O prefeito eleito de São Cristóvão, Marcos Santana, acompanhado do advogado Amilton Santana foi recebido pelo Conselheiro Carlos Alberto Sobral de Souza. A audiência aconteceu no gabinete do Conselheiro, no Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). Na pauta a preocupação com a licitação/concessão dos serviços de iluminação pública por 35 anos, no fim da atual gestão.

No apagar das luzes dos 4 anos de gestão do Grupo Batalha em São Cristóvão, o atual prefeito Jorge Eduardo (Jorjão), lançou proposta de Parceria Público-Privada (PPP) para terceirizar os serviços e a manutenção da iluminação pública no município.

A concorrência pública está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e do Meio Ambiente.  Pela proposta, o contrato com a empresa vencedora terá vigência por um período de 35 anos.

A licitação deve ocorrer no dia 14 de novembro. O prefeito eleito Marcos Santana, entrou com representação no TCE e MPE alegando que a licitação pode comprometer a futura gestão.

Filha de Armando - Antes da licitação, o prefeito Jorjão, mandou para a câmara de vereadores um projeto de lei criando a Agência Reguladora, que na prática vai fiscalizar a Parceria Público-Privada (PPP). Outro fato curioso é que a filha de Armando Batalha (Artemise Barreto de Góes Dantas), já foi nomeada, para um mandato de 5 (cinco anos), como diretora administrativa da Agência Reguladora.


Ajuda ao TCE - O prefeito eleito de São Cristóvão, Marcos Santana, acompanhado do advogado Amilton Santana foi recebido pelo Conselheiro Carlos Alberto Sobral de Souza. A audiência aconteceu no gabinete do Conselheiro, no Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE). Na pauta a preocupação com a licitação/concessão dos serviços de iluminação pública por 35 anos, no fim da atual gestão.