Emsurb diz que coleta será retomada hoje

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 04/11/2016 às 00:27:00

Milhares de aracajuanos continuam sofrendo com a falta de coleta de lixo doméstico e comercial. Com uma dívida de cerca de 19 milhões junto à Cavo / Estre, a Prefeitura de Aracaju garante buscar soluções imediatas para quitar parte da pendência financeira e minimizar os efeitos da suspensão do serviço que foi autorizada pela empresa contratada em caráter de emergência para realizar o serviço. A situação se arrasta desde a última terça-feira, 01, e já contribui para que duas mil toneladas de lixo permaneçam espalhadas por todos os bairros da capital sergipana.

Enquanto 1.200 trabalhadores entre garis e margaridas continuam sem ordem de serviço, secretários e diretores municipais buscam alternativas que possam convencer a Cavo em reestabelecer as atividades diárias. Em contraponto, a terceirizada destaca o montante em déficit e garante que apenas determinará a saída das equipes após pagamento do montante em atraso há mais de seis meses. Na quarta-feira, menos de 24 horas após a Cavo oficializar a 'greve', a Secretaria Municipal da Fazenda realizou um repasse de verba, a qual não foi publicada. O valor, para insatisfação dos empresários, ficou aquém do pleiteado.

Por meio de nota a Cavo afirmou que o montante é suficiente apenas para retomar a coleta de resíduos de alguns serviços essenciais, ou seja, desde o depósito seguem sendo recolhidos apenas os resíduos urbanos de hospitais, cemitérios e feiras públicas. "A limpeza das demais áreas da cidade permanece suspensa até que ocorra um novo pagamento por parte da administração municipal e a empresa possa arcar com a operação completa", informou. Apesar da crise administrativa, o prefeito João Alves Filho ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto.

Durante sessão plenária de ontem o conselheiro presidente do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE), Clovis Barbosa de Melo, informou que na próxima semana a corte de contas deve receber um parecer apresentado pelo conselheiro Ulices Andrade e optar pela interdição ou bloqueio de contas municipais. Ulices é o fiscal direto e relator das contas apresentadas pelo município de Aracaju. Na avaliação do presidente, neste momento de crise funcional é necessário que os órgãos públicos de fiscalização atuem de forma unificada a fim de adotar medidas que beneficiem a população.

"Se for o caso de bloqueio de contas, que se faça o bloqueio de contas, que se for caso de intervenção, que se faça, o que não pode é continuar como está. Até porque nós temos uma resolução que não permite que o gestor atual não faça com que se dê andamento aos serviços que devem ser prestados à população", disse.

Ontem à noite,  Emsurb divulgou nota informando que a limpeza da Capital seria reiniciada ainda na madrugada.” Os trabalhos acontecerão de forma gradual, com 30 carros coletores e 40 equipes de agentes de limpeza (sendo que cada equipe será composta por 12 profissionais). A Emsurb avisa ainda que nesta sexta-feira, 04, a coleta acontecerá seguindo o cronograma do dia, ou seja, na zona norte. Já no sábado, 05, a coleta acontece na zona sul, seguindo normalmente o cronograma estipulado pela Diretoria Operacional da Emsurb”, diz a nota.