Governador e ministro da Justiça inauguram Centro de Radiocomunicação Digital.

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/11/2016 às 00:04:00

Sergipe é o primeiro estado do país a disponibilizar um Centro de Radiocomunicação Digital. O investimento superior a R$ 26 milhões foi entregue ontem, dia 07, pelo governador Jackson Barreto e o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e possibilitará a redução do tempo-resposta das forças policiais no atendimento de ocorrências, além de abranger todo o estado. Na ocasião, com o objetivo de ampliar o número de vagas no sistema prisional sergipano, o governador entregou ao ministro um documento solicitando ao Ministério da Justiça a demolição da antiga Penitenciária de Areia Branca. A intenção é que no lugar da penitenciária sejam construídas duas novas unidades prisionais - uma no regime fechado e outra no semiaberto, o que possibilitaria a criação de 500 vagas em cada unidade.
No Centro de Radiocomunicação Digital, o investimento foi feito com recursos do Programa Brasil Mais Seguro. O projeto, iniciado há três anos, é o maior dos últimos tempos na área da Segurança Pública. “Hoje, nós saímos da comunicação analógica para a digital, antes atendíamos apenas a Grande Aracaju, agora vamos atender a todos os 75 municípios sergipanos. Esse processo vai melhorar muito a segurança no nosso estado, tanto pela rapidez da comunicação oferecida, quanto pela segurança de dados possibilitada pelo novo sistema. Estamos melhorando a segurança com o apoio do Governo Federal, na pessoa do ministro, aqui presente”, disse o governador. 
O ministro Alexandre de Moraes parabenizou o governador Jackson Barreto por ter alcançado dois grandes avanços neste ano: o primeiro com a realização do concurso público para peritos criminais e o segundo por Sergipe ter seu território com 100% de comunicação digital, o que ele considerou de grande importância para dar mais rapidez no atendimento à população e por dar as polícias melhores condições de trabalho.
“Fiz questão de estar aqui porque o governador Jackson Barreto está comprometido com a segurança. Esse projeto evita que a criminalidade invada as comunicações policiais, talvez isso seja o quesito mais importante da inauguração de hoje. Em relação ao apoio ao Governo de Sergipe, nós estamos finalizando o Plano Nacional de Segurança Pública, colocamos as principais ideias ao presidente da República e aos presidentes dos demais poderes, já mapeamos todas as capitais com georreferência, todos os homicídios praticados neste ano, com local e características, levantamos todos os mandados de prisão existentes para que nós possamos, a partir disso, fazer operações conjuntas. O presidente liberou R$ 1,2 bilhão para auxiliar os estados nas áreas de segurança e assuntos penitenciários. Estamos fazendo uma divisão per capita, vamos conversar com os secretários para identificar as maiores necessidades e o que eu posso garantir, não só a Sergipe, mas a todos os estados, é que a União vai passar a atuar de mãos dadas com cada um para resolver um dos problemas mais graves hoje do Brasil, que é a questão da segurança pública. Já a partir de dezembro, nós começaremos a repassar esses recursos”, informou o ministro.