Brasil defende liderança contra Argentina

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 10/11/2016 às 00:50:00

Além de duelo entre Messi e Neymar e o retorno ao Mineirão, as seleções se enfrentam em situação contrária

 

Givaldo Batista

givaldobs@yahoo.com.br

 

A partida mais esperada das eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018, acontece nesta quinta-feira, pela 11ª rodada, quando o Brasil recebe a arquirrival Argentina no Estádio Mineirão, às 21h45. Além do duelo particular entre Neymar e Messi, companheiros de Barcelona, a partida marcará o reencontro da Seleção Brasileira com o Mineirão, palco do desastre do 7 a 1 contra a Alemanha.

Após quatro rodadas com Tite no comando da Seleção Brasileira, a situação de Brasil e Argentina na tabela das eliminatórias praticamente se inverteu. Enquanto os brasileiros somaram quatro vitórias consecutivas e assumiram a liderança, os argentinos, que disputavam a ponta com o Uruguai, não venceram os três últimos jogos e no momento se encontram fora da zona de classificação para a Copa.

Melhor ataque dessas eliminatórias, o Brasil é líder com 21 pontos ganhos e uma vitória no superclássico das Américas, pode deixar a seleção canarinho bem confortável na ponta. Com 16 pontos, a Argentina perdeu para o Paraguai na última rodada e caiu para a 6ª posição, ficando fora até da zona para repescagem. O Brasil vem de vitória sobre a Venezuela.

Além do duelo entre Neymar e Messi, está será a quarta vez que os técnicos Tite e Bauza se enfrentam. Tiveram dois jogos entre Corinthians e San Lorenzo na Libertadores e um São Paulo x Corinthians em que os dois estavam à beira do campo. Esta também será a primeira vez que o Brasil retorna ao Mineirão após a derrota vergonhosa por 7 a 1 para a Alemanha nas semifinais da Copa do Mundo de 2014.

Após cumprir suspensão no último jogo das Eliminatórias, Neymar retorna à Seleção Brasileira. Assim, Tite deverá fazer apenas duas alterações em relação ao time da última partida. Cortado por lesão da última convocação, o lateral-esquerdo Marcelo deve ser a outra novidade no time titular. Felipe Luís deverá dar lugar ao jogador.

A única ausência será a do volante Casemiro, que ainda não se recuperou de uma lesão e foi cortado mais uma vez. Assim, Fernandinho será o volante do esquema 4-1-4-1. Philippe Coutinho segue como titular após ganhar a vaga de Willian no ataque.

O técnico Edgardo Bauza deverá apostar em um meio campo com Mascherano, Biglia e Enzo Peréz, com apenas Di Maria como homem de frente de ofício no meio. No ataque, Messi e Higuaín deverão formar dupla. Com Enzo Peréz atuando pela direita, o treinador deixa claro que pretende dar bastante atenção para a marcação em Neymar.

BRASIL x ARGENTINA   

Local: Mineirão - Belo Horizonte (MG) às 21h45. Árbitro: Júlio Bascuñam (CHI). Assistentes: Christian Schiemann (CHI) e Marcelo Barraza (CHI). BRASIL: Alisson;Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo;Fernandinho; Paulinho, Renato Augusto, Neymar e Philippe Coutinho;Gabriel Jesus.Técnico: Tite.ARGENTINA: Romero;Zabaleta, Otamendi, Funes Mori e Más; Mascherano, Enzo Peréz, Biglia e Dí Maria;Messi e Higuaín. Técnico: Edgardo Bauza.

 

Brasil quer continuar a boa fase sob o comando de Tite

A recuperação da Argentina não interessa somente aos argentinos. O segundo colocado Uruguai, que tem 20 pontos, torce para que os 'hermanos' batam o Brasil, pois assim, poderá assumir a liderança. O seleção celeste tem confronto marcado com o Equador - terceiro colocado, com 17 pontos - às 21 horas, no Centenário. Se os equatorianos vencerem, empatam os pontos, mas não devem ultrapassar os adversários por conta do saldo de gols (14 a 4).

Outro confronto direto da zona de classificação terá como palco o Metropolitano Barranquilla. A Colômbia - quarta colocada, com 17 pontos - enfrenta o Chile - com 16 pontos, na posição da repescagem, em quinto - às 18h30.

Quem pleiteia uma vaga entre os cinco primeiro é o Paraguai, que ocupa a sétima colocação, com 15 pontos, e enfrenta o Peru, oitavo, com 11, às 21h30. No mesmo horário, também tem duelo de lanternas. A Bolívia - penúltima colocada, com quatro pontos- encara a Venezuela - última, com dois.

Próximos Jogos:

Colômbia            x             Chile - 10/11/2016 18h30

Uruguai               x             Equador - 10/11/2016 21h00

Paraguai              x             Peru - 10/11/2016 21h30

Venezuela          x             Bolívia - 10/11/2016 21h30

Brasil                x         Argentina - 10/11/2016 21h45