FSF divulga primeira rodada do Sergipão 2017

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/11/2016 às 00:28:00

A principal novidade é a realização de um jogo isolado às sextas-feiras à noite

 

Os presidentes das dez 
equipes que disputa
rão o Campeonato Sergipano de Futebol profissional versão 2017, estiveram reunidos em Assembleia Geral, na tarde desta quarta-feira, 16, no plenário da Câmara Municipal da cidade de Itabaiana, quando definiram e aprovaram todos os detalhes da competição oficial, que começa no dia 13 de janeiro de 2017, com previsão de encerramento no dia 29 de abril. A principal novidade é a realização de uma partida isolada na noite da sexta-feira, com transmissão ao vivo pela TV Atalaia. 
A assembleia foi conduzida pelo presidente Milton Dantas, que aproveitou também para anunciar as novidades aguardadas para a competição e fazer uma espécie de balanço dos dez meses que está à frente da entidade. "Quando muito já fizemos em benefício do futebol sergipano e faremos muito mais".
Depois de dar as boas-vindas aos presidentes de clubes e agradecer ao presidente da Câmara Municipal de Itabaiana, a cessão daquele espaço, Milton Dantas disse que a fórmula de disputa do próximo ano, seria a mesma deste ano, "pois o Estatuto Torcedor, proíbe qualquer modificação no regulamento da competição, sem que seja disputada pelo menos durantes dois anos", lembrou o presidente.
Assim, o problema levantado pelos clubes, sobre a situação do campeão do primeiro turno não levar bonificação para as outras fase, não foi sequer colocada em votação. "O primeiro turno é importante para os clubes, pois é a partir dele que se conhece as seis equipes classificadas para o hexagonal e aquelas que serão rebaixadas. E com certeza, todos os dez brigarão pela classificação", justificou Milton Dantas. 
O presidente aproveitou para agradecer ao governo do estado, que ele considera o maior parceiro do futebol sergipano. "O governo do estado não tem negado seu apoio ao nosso futebol. Sem ele seria difícil termos competições oficiais. Além de nos liberar suas praças de esportes, o governador Jackson Barreto garante a segurança nos estádios de futebol, pagando aos policiais a "Gratificação por Participação em Eventos", a GRAE.  
O diretor técnico, Diogo Andrade fez algumas considerações sobre a forma de disputa da competição, datas, locais, situação dos estádios e padronização das e medidas dos gramados, calendário da CBF, lembrou que o Sergipão 2017, será disputado em 21 datas. "A mudança do calendário da CBF restringiu ainda mais as datas da nossa competição. A Copa do Brasil, começa no dia 8 de fevereiro e teremos apenas seis datas para a Copa do Nordeste", disse Diogo Andrade.
Por 8 votos a 2, foi aprovado que os cartões amarelos serão zerados de uma fase para a outra e as contratações podem ser efetuadas até o último dia útil, que antecede a última rodada do hexagonal.
O presidente do Lagarto, Aloísio Andrade, solicitou o apoio dos seus colegas de clubes na luta do Lagarto pela recuperação do estádio Paulo Barreto, para que o time possa andar os seus jogos naquela praça de esportes, o que aconteceu nos últimos dois anos. "Sem o Paulo Barreto, perde o Lagarto, perdem os clubes e principalmente o torcedor", disse Aloísio Andrade, o prefeitinho.     
Número de participantes - O presidente colocou em votação a redução do número de participantes do campeonato. A proposta foi aprovada por unanimidade. Dessa forma, em 2018 e 2019 serão rebaixadas duas equipes e sobe apenas uma. Assim, o campeonato de 2020 terá oito equipes. "Número de clubes ideal, para que tenhamos uma competição com alto nível técnico e rentável. Está sendo assim em todos estados e Sergipe não pode fugir à regra geral. Não temos condições de promover uma competição "inchada" com dez equipes. Quantidade não é suficiente, temos que ter qualidade", disse o presidente.
Milton Dantas apresentou a bola oficial da competição, informando que a parceria com a "Penalty" permanece para 2017 e a Federação Sergipana de Futebol (FSF) adquiriu 1200 bola, que serão distribuídas gratuitamente com as equipes que disputam as competições oficiais, promovidas pela FSF. 
- Conseguimos manter as parcerias de 2016, estamos trazendo novos parceiros, contratamos uma equipe de marketing e no dia 22 deste mês estaremos apresentados aos empresários sergipanos nosso projeto de marketing para 2017", informou Milton Dantas. Destacando a parceria com a TV Atalaia, que transmitirá um jogo por rodada, todas as sextas-feiras no horário nobre e transmitirá as duas partidas finais nos dias 22 e 29 de abril, provavelmente.
Ao final da reunião, Milton Dantas anunciou a primeira rodada do Sergipão 2017. Que começa no dia 13 de janeiro e vai até 29 de abril. "Nosso desejo era anunciar a tabela completa, mas por conta de ajustes à grade de programação da TV Atalaia e aos jogos que serão transmitidos por essa emissora, divulgaremos apenas a rodada inaugural", concluiu o presidente.
Além do presidente Milton Dantas, presidentes de clubes, colaboradores da FSF e imprensa, prestigiaram a solenidade o representante do Ministério Público, promotor Deijaniro Jonas, do Governo do Estado através da Setesp, Gilson Dória, Coronel Carlos Rollemberg, da Polícia Militar, Carlos Memera, do Sindicato dos Atletas, Adel Ribeiro da ACDS, Said Shocair do TJD/SE e Edmo Ribeiro da CEAF/SE.

Os presidentes das dez equipes que disputarão o Campeonato Sergipano de Futebol profissional versão 2017, estiveram reunidos em Assembleia Geral, na tarde desta quarta-feira, 16, no plenário da Câmara Municipal da cidade de Itabaiana, quando definiram e aprovaram todos os detalhes da competição oficial, que começa no dia 13 de janeiro de 2017, com previsão de encerramento no dia 29 de abril. A principal novidade é a realização de uma partida isolada na noite da sexta-feira, com transmissão ao vivo pela TV Atalaia. 

A assembleia foi conduzida pelo presidente Milton Dantas, que aproveitou também para anunciar as novidades aguardadas para a competição e fazer uma espécie de balanço dos dez meses que está à frente da entidade. "Quando muito já fizemos em benefício do futebol sergipano e faremos muito mais".

Depois de dar as boas-vindas aos presidentes de clubes e agradecer ao presidente da Câmara Municipal de Itabaiana, a cessão daquele espaço, Milton Dantas disse que a fórmula de disputa do próximo ano, seria a mesma deste ano, "pois o Estatuto Torcedor, proíbe qualquer modificação no regulamento da competição, sem que seja disputada pelo menos durantes dois anos", lembrou o presidente.

Assim, o problema levantado pelos clubes, sobre a situação do campeão do primeiro turno não levar bonificação para as outras fase, não foi sequer colocada em votação. "O primeiro turno é importante para os clubes, pois é a partir dele que se conhece as seis equipes classificadas para o hexagonal e aquelas que serão rebaixadas. E com certeza, todos os dez brigarão pela classificação", justificou Milton Dantas. 

O presidente aproveitou para agradecer ao governo do estado, que ele considera o maior parceiro do futebol sergipano. "O governo do estado não tem negado seu apoio ao nosso futebol. Sem ele seria difícil termos competições oficiais. Além de nos liberar suas praças de esportes, o governador Jackson Barreto garante a segurança nos estádios de futebol, pagando aos policiais a "Gratificação por Participação em Eventos", a GRAE.  

O diretor técnico, Diogo Andrade fez algumas considerações sobre a forma de disputa da competição, datas, locais, situação dos estádios e padronização das e medidas dos gramados, calendário da CBF, lembrou que o Sergipão 2017, será disputado em 21 datas. "A mudança do calendário da CBF restringiu ainda mais as datas da nossa competição. A Copa do Brasil, começa no dia 8 de fevereiro e teremos apenas seis datas para a Copa do Nordeste", disse Diogo Andrade.

Por 8 votos a 2, foi aprovado que os cartões amarelos serão zerados de uma fase para a outra e as contratações podem ser efetuadas até o último dia útil, que antecede a última rodada do hexagonal.

O presidente do Lagarto, Aloísio Andrade, solicitou o apoio dos seus colegas de clubes na luta do Lagarto pela recuperação do estádio Paulo Barreto, para que o time possa andar os seus jogos naquela praça de esportes, o que aconteceu nos últimos dois anos. "Sem o Paulo Barreto, perde o Lagarto, perdem os clubes e principalmente o torcedor", disse Aloísio Andrade, o prefeitinho.     


Número de participantes - O presidente colocou em votação a redução do número de participantes do campeonato. A proposta foi aprovada por unanimidade. Dessa forma, em 2018 e 2019 serão rebaixadas duas equipes e sobe apenas uma. Assim, o campeonato de 2020 terá oito equipes. "Número de clubes ideal, para que tenhamos uma competição com alto nível técnico e rentável. Está sendo assim em todos estados e Sergipe não pode fugir à regra geral. Não temos condições de promover uma competição "inchada" com dez equipes. Quantidade não é suficiente, temos que ter qualidade", disse o presidente.

Milton Dantas apresentou a bola oficial da competição, informando que a parceria com a "Penalty" permanece para 2017 e a Federação Sergipana de Futebol (FSF) adquiriu 1200 bola, que serão distribuídas gratuitamente com as equipes que disputam as competições oficiais, promovidas pela FSF. 

- Conseguimos manter as parcerias de 2016, estamos trazendo novos parceiros, contratamos uma equipe de marketing e no dia 22 deste mês estaremos apresentados aos empresários sergipanos nosso projeto de marketing para 2017", informou Milton Dantas. Destacando a parceria com a TV Atalaia, que transmitirá um jogo por rodada, todas as sextas-feiras no horário nobre e transmitirá as duas partidas finais nos dias 22 e 29 de abril, provavelmente.

Ao final da reunião, Milton Dantas anunciou a primeira rodada do Sergipão 2017. Que começa no dia 13 de janeiro e vai até 29 de abril. "Nosso desejo era anunciar a tabela completa, mas por conta de ajustes à grade de programação da TV Atalaia e aos jogos que serão transmitidos por essa emissora, divulgaremos apenas a rodada inaugural", concluiu o presidente.

Além do presidente Milton Dantas, presidentes de clubes, colaboradores da FSF e imprensa, prestigiaram a solenidade o representante do Ministério Público, promotor Deijaniro Jonas, do Governo do Estado através da Setesp, Gilson Dória, Coronel Carlos Rollemberg, da Polícia Militar, Carlos Memera, do Sindicato dos Atletas, Adel Ribeiro da ACDS, Said Shocair do TJD/SE e Edmo Ribeiro da CEAF/SE.