Governador dialoga com movimentos estudantis

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 22/11/2016 às 00:25:00

Nesta segunda-feira, 21, o governador Jackson Barreto ouviu as reivindicações dos movimentos estudantis sergipanos e se comprometeu a visitar, juntamente com o secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, as Escolas Professor João Costa e Dom Luciano, em Aracaju , para verificar a situação relatada pelos alunos. A visita acontecerá no dia 1º de dezembro.

“O Estado não tem condições de reformar todas as escolas, mas está fazendo o que pode de acordo com as condições atuais, com os recursos que temos. O governo federal não tem passado os recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) . Por isso, vamos continuar as reformas a medida que formos conseguindo os recursos. ”, disse Jackson Barreto, que se comprometeu a obter recursos, em caráter emergencial, para as escolas Dom Luciano,  Professor João Costa, Atheneu e Arabela Ribeiro,  em Estância.

Na oportunidade, o governador destacou o trabalho que já vem sendo feito na pasta da Educação.  “Nenhum governador seria capaz de fazer o que a gente fez com os poucos recursos que temos. Das 365 escolas que a rede tem, o último ano reformamos mais de 70 e estamos investindo também nas escolas profissionalizantes. Nos próximos dias, inauguraremos uma unidade em Nossa Senhora das Dores e, no ano que vem, em Nossa Senhora do Socorro e em Umbaúba”, contou.

Além de questões referentes à estrutura física das escolas, foram discutidos temas de relevância nacional, a exemplo da reforma do Ensino Médio e da PEC 55 (antiga PEC 241, que trata da limitação de despesas do governo federal). 

Para o deputado estadual João Daniel, o encontro foi extremamente benéfico, pois permitiu o debate de temas importantes para a juventude sergipana e brasileira. “O governador tem interesse em ouvir as lideranças da juventude e sabe quanto é fundamental a discussão com a juventude, que tem nesse momento uma grande demanda em relação à PEC 241 e à medida provisória 746, que é a reforma do ensino”.

Os dirigentes dos movimentos estudantis também avaliaram a reunião positivamente.  Para o coordenador nacional do coletivo quilombo, Ítalo Castro, o encontro foi produtivo e o canal de diálogo foi estabelecido. “Jackson nos atendeu bem. Ele ouviu nossas demandas e algumas já serão cumpridas, a exemplo da visita às escolas”.

“Tivemos o diálogo e temos chance de modificar o que está acontecendo agora”, explicou a presidente do grêmio estudantil do Colégio Dom Luciano, Larissa Lima .  Opinião também compartilhada pelo presidente do grêmio da Escola Professor João Costa e dirigente nacional da União Brasileira de Estudantes Secundaristas, Márcio Bispo da Conceição. “Discutimos pontos que estão em debate em todo o país e demandas do nosso estado, das nossas escolas, para que possamos revolver juntos os problemas”.

 Estiveram presentes os dirigentes da União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), União Sergipana de Estudantes Secundaristas (Uses), membros do grupo Quilombo e  presidentes dos grêmios estudantis da Escola Estadual Professor João Costa e Dom Luciano, em Aracaju e do Colégio Estadual Arabela Ribeiro, em Estância.