Sema fiscaliza queimadas nas imediações do Parque do Poxim

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/11/2016 às 00:18:00

Fiscais da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) flagraram queimadas nas proximidades do Parque Natural do Poxim, na região ao longo da ponte Dr. Gilberto Vila-Nova de Carvalho, a caminho do Bairro Farolândia. A equipe de Controle Ambiental da Sema realizou na manhã de ontem, 23, uma vistoria no local para avaliar os danos.

A fiscalização da Sema foi acionada na terça, através de denúncias de queimadas que estavam acontecendo na região. A Sema detectou pontos de queimadas, tomou as medidas necessárias para conter o fogo, mas não encontrou os responsáveis na ocasião. Parte da vegetação rasteira, próxima ao Parque do Poxim, foi atingida.

Hoje pela manhã, a fiscalização retornou ao local para analisar os estragos e iniciar a investigação. Além das queimadas, foi encontrado um início de invasão, onde detectaram barracos e pedaços de madeira amontoados. Os invasores não estavam no local.

“A Sema está solicitando a retirada dos barracos e vai verificar as reais causas das queimadas”, garante a engenheira florestal, Carla Zoaid. Os responsáveis pelo terreno nas proximidades do deverão ser notificados e autuados.

O Parque do Poxim foi lançado oficialmente em agosto do ano corrente. O parque está localizado dentro dos limites dos bairros Inácio Barbosa, Farolândia e São Conrado, sendo a sua parte leste banhada pelo Rio Poxim e abrange uma área de cerca de 1,8 km², o equivalente a quase 20 estádios de futebol. A fiscalização da Sema tem sido permanente para proteger esta área que já é considerada o pulmão verde da capital sergipana.