Menino de 10 anos foi baleado por flanelinha, diz polícia

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/11/2016 às 00:54:00

O guardador de carros Tony dos Santos, conhecido como 'Tony Flanelinha', foi preso nesta terça-feira por policiais da 4ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).Ele é acusado pela morte do menino Francinei Vieira Santos, 10 anos, que foi atingido por um tiro de escopeta na barriga, em um sítio onde morava na Taiçoca de Fora, em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju). Tony foi encontrado em sua casa, no mesmo bairro, e estava com a prisão decretada pela Justiça.

Segundo a polícia, o crime causou grande revolta na população da localidade, por causa de sua motivação banal. “Na verdade, houve um desentendimento. O autor iniciou uma brincadeira com a vítima, pegou um boné do irmão da vítima e levando-o até sua residência. Esses menores foram lá para reclamar. O Tony devolveu o bonpé, mas apontou uma escopeta caseira em direção ao Francinei e atirou. Ele foi socorrido no momento, mas veio a falecer logo depois”, disse o delegado Antônio Sérgio Pinto, citando que a criança sofreu um ferimento bastante grave na barriga e não resistiu.

Um segundo crime ocorrido em Socorro foi elucidado por Equipes da 4ª Divisão do DHPP, que cumpriu um mandado de mandado de prisão expedido pela justiça contra Roberval Mota de Oliveira. Ele é acusado pelo homicídio praticado contra Gleizer Santos, ocorrido em agosto deste ano. Roberval foi preso durante diligências no assentamento Nossa Senhora de Fátima, conhecido como Aratu, localizado em Nossa Senhora do Socorro. Após o cumprimento dosmandados, os dois presos foram encaminhados a uma delegacia e estão à disposição do Poder Judiciário.