Treinamento em ameaças químicas, biológicas, radiológicas e nucleares é realizado em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/11/2016 às 00:49:00

A preparação para uma resposta rápida e efetiva a acidentes decorrentes de agentes Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares (QBRN) é fundamental, principalmente em eventos de massa de grande repercussão mundial. Com o objetivo de capacitar profissionais de saúde e de segurança sergipanos quanto à precaução e aos efeitos causados por materiais radioativos, acontece até o dia 1º de dezembro o Treinamento sobre QBRN, uma parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde (SES), Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), Fundação Estadual de Saúde (Funesa), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe) e Ministério da Saúde.

O treinamento, realizado no auditório da Faculdade Fase/Estácio, terá momentos teóricos e práticos. Segundo a secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça, durante os quatro dias de curso, os profissionais de saúde e de segurança de Sergipe terão a oportunidade de conhecer os princípios de proteção, descontaminação e detecção de agentes, as características dos acidentes de natureza Química, Biológica, Radiológicas e Nucleares (QBRN) e os protocolos internacionais de primeira resposta a incidentes desta natureza.

“Esse curso foi ofertado há dois anos, na Copa do Mundo, nas 12 cidades sede. O Ministério da Saúde firmou um compromisso para contemplar os profissionais sergipanos. Sergipe possui grande vulnerabilidade para ocorrências e acidentes químicos e biológicos diuturnamente através das rodovias federais, por onde passam cargas com produtos perigosos, e o aeroporto. A eficiência de uma gestão está na prevenção e no planejamento”, afirmou Conceição Mendonça. 

Ainda de acordo com a gestora Estadual, órgãos de segurança e de controle dão um grande aporte à Saúde Pública de Sergipe. “Um hospital, por exemplo, atua com apoio do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil, Samu, Grupamento Tático Aéreo, entre outros. A resposta desse treinamento será a elaboração de um Plano Integrado de Resposta a essas ameaças, formadas pelos profissionais de Sergipe”.

Participam do Treinamento de QBRN profissionais da Secretaria de Estado da Saúde, Fundação Hospitalar de Saúde, Defesa Civil Estadual e Municipal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Petrobras, Corpo de Bombeiros, Grupamento Tático Aéreo, Exército, Aeronáutica, Marinha, Infraero, Universidade Federal de Sergipe, Universidade Tiradentes, Hospital São Lucas, Faculdade Fase/Estácio, Hospital da Polícia Militar, Hospital Universitário, Hospital Cirurgia, todas as unidades que compõem a Rede Estadual de Urgência e Emergência (Huse, Samu, Hospitais Regionais), Unidades de Pronto Atendimento. Membros da Força Nacional do SUS também estão presentes.

O engenheiro nuclear Carlos Alberto Rodrigues Santos, da Comissão Nacional de Energia Nuclear, fez uma explanação sobre o que são os Químicos, Biológicos, Radiológicos e Nucleares. Dentre os eventos de grande proporção, ele deu como exemplo o acidente com o Césio 137, que ocorreu há 29 anos em Goiânia, Goiás, e que deixou 4 mortos e muitas pessoas contaminadas.