Secretário de Educação dialoga com representantes de escolas ocupadas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 30/11/2016 às 00:43:00

Com o objetivo de apresentar e discutir uma pauta reivindicatória, uma comissão de alunos representantes do movimento de ocupação de escolas da rede estadual em Itabaiana, Moita Bonita e Pinhão, por intermédio da Diretoria Regional de Educação 3 (DRE 3), foi recebida em audiência nesta terça-feira, 29, pelo secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho.

O grupo – formado por estudantes dos colégios estaduais Murilo Braga, Dr. Augusto César Leite, Eduardo Silveira e Professor Nestor Carvalho Lima, localizados em Itabaiana; do Colégio Estadual Djenal Tavares de Queiroz, situado em Moita Bonita, e do Colégio Prefeito Eduardo Marques de Oliveira, de Pinhão – utilizou o espaço de diálogo aberto pelo secretário para cobrar da Secretaria de Estado da Educação um posicionamento sobre a reforma do ensino médio e para tratar de melhores condições estruturais para as escolas onde estudam e que estão ocupadas.

Provocado pela pauta apresentada pela comissão de estudantes, o secretário Jorge Carvalho expôs durante a audiência diversos aspectos da legislação brasileira referentes à educação pública, que são cumpridos pelo governo estadual, como os percentuais de investimentos estabelecidos pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Básica.

Durante a reunião, Carvalho debateu também com os estudantes a Medida Provisória 746/2016, que trata da Reforma do Ensino Médio, e esclareceu os principais pontos desse texto, que está em tramitação no Congresso Nacional.

Questionado sobre as condições de utilização dos laboratórios de informática dessas escolas, nos quais, segundo os estudantes, tem havido restrição de uso imposta pelos diretores escolares, o secretário reafirmou mais uma vez a posição da Seed quanto ao acesso dos estudantes a estes espaços.

“A determinação da Secretaria de Estado Educação é de que estes laboratórios devem se manter abertos para uso de todos os estudantes da escola. Estamos implementando em toda a rede estadual de ensino o projeto Escola Livre, que consiste na disponibilização de internet aberta, via sinal wifi, para uso de toda a comunidade escolar. E paralelo a isso, estamos investindo significativamente para reestruturar os laboratórios já existentes e estruturar novos espaços como esse nas escolas que ainda não dispõem”, disse o secretário.

 “O Governo de Sergipe apresentou este ano ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC) um projeto de captação de recursos, para que possamos realizar obras de reformas e de construção de novas escolas. É um projeto robusto, que contempla escolas em todas as regiões do Estado, como por exemplo o Colégio Eduardo Marques (Pinhão) e o Nestor Carvalho (Itabaiana), e que será posto em prática tão logo sejam liberados esses recursos financeiros. A nossa previsão é de que isso deva ocorrer já no início de 2017”, destacou o secretário de Educação.

Referindo-se diretamente ao Colégio Estadual Djenal Tavares de Queiroz (Moita Bonita), o secretário recordou aos estudantes que fez uma visita à escola no último dia 7 de novembro e que durante o encontro assegurou algumas medidas da Seed para beneficiar a comunidade escolar dessa unidade de ensino, como a aquisição de novosequipamentos musicais e a reestruturação da rede elétrica, que possibilitará a climatização de todas as salas de aula.

"A escola já possui os aparelhos climatizadores de ar, mas, infelizmente, a rede elétrica não suporta a carga atual de energia, tendo em vista que o prédio é antigo e não foi planejado para comportar tantos aparelhos elétricos como os que a escola possui hoje", frisou Jorge Carvalho.