Reajuste no valor dos combustíveis revolta consumidores

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/12/2016 às 00:50:00

Consumidores estão indignados com o aumento de preço nas bombas de combustível em todo o estado. Após o Governo Federal ter anunciado na segunda-feira, 05, um reajuste repassado às refinarias, donos de postos de gasolina, álcool e diesel decidiram aumentar os preços do litro e repassar para os proprietários de automóveis. Postos que revendiam o litro da gasolina por R$ 3,64, agora revendem o mesmo produto por R$ 3,85. Nos locais mais caros é possível encontrar o litro do mesmo combustível por até R$ 4,30.

Na tentativa de encontrar preços abaixo desse nível, na tarde de ontem o Jornal do Dia circulou pelos postos mais frequentados dos bairros Centro, Siqueira Campos, São José e 13 de Julho, e encontrou um posto situado na Avenida Desembargador Maynard com a gasolina custando R$ 3,62. O preço - se comparado aos demais pontos comerciais -, apresentava valores atraentes, mas não adianta mais correr para o local em busca de alguma economia; no início da noite de ontem os valores foram reajustados e repassados para o consumidor.

Quem buscou pelos valores baixos necessitou redobrar a paciência e enfrentar longas filas. “O que me chamou a atenção foi a rapidez na hora de reajustar os preços. No mês passado houve redução nas refinarias e os postos não passaram o desconto para nós, agora o governo apresentou aumento e em menos de 24 horas todos os postos já repassavam o aumento. O brasileiro tem que parar de comodismo, de aceitar calado e lutar. Não podemos aceitar esse preço abusivo", avaliou o professor Alexander Gonçalves. Na tarde de ontem o JD buscou posicionamento por parte do Sindicato dos Postos de Combustíveis, mas não obteve resposta.

O anúncio nacional foi feito na manhã de ontem pela Petrobras que oficializou 8,1% de acréscimo no preço da gasolina em suas refinarias, e 9,5% para o diesel. O aumento foi deliberado por membros do Grupo Executivo de Mercado e Preços da estatal, com base na nova política de preços da empresa. No comunicado o grupo informou que os reajustes poderiam repassar ou não o valor aos consumidores finais. Conforme estatísticas da Petrobras, o preço da gasolina nas bombas deve aumentar em média 3,4% ou R$ 0,12 por litro, em média. Já no diesel, o aumento do preço final pode chegar a 5,5%, ou 0,17% por litro.

"O brasileiro trabalha para pagar impostos e ainda aceita calado esse tipo de atitude por parte do setor empresarial. Quer dizer que quando recebem desconto não passam para a população, quando recebem reajuste na mesma hora passam para a gente. Infelizmente estamos vivenciando um período nada satisfatório; o massacre empresarial é evidente. Esse reajuste é um verdadeiro golpe contra todos nós", lamentou o publicitário Ítalo Vasconcelos.