A paz volta a reinar no Sabino Ribeiro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/12/2016 às 00:17:00

Conselho Deliberativo promove união da diretoria com retornos de Gilson Junior e Aurélio Aragão

 

Givaldo Batista

givaldobs@yahoo.com.br

 

Uma noite de retratação e decisão levou ao entendimento de dirigentes proletários, que diminuíram as diferenças e assim a paz volta a reinar no time proletário, com o retorno dos vice presidentes de Aurélio Aragão e Gilson Juior, que passam a compor a diretoria executiva do Confiança com Hyago França.

O presidente do colegiado Sérgio Melo, deu a palavra aos vices que haviam renunciado para suas explicações. Inicialmente, utilizou a palavra o vice financeiro eleito Aurélio Aragão, que relatou os verdadeiros motivos. Um deles foram os áudios publicados por prestadoras de serviços ao clube, em um grupo do whatsApp.

Em seguida Gilson Júnior, vice administrativo, apresentou as suas considerações, entre elas, o pedido de afastamentos do diretor de futebol Ernando Rodrigues e da empresa que coordenava o programa sócio-torcedor, que foi definido no encontro que resultou no restabelecimento do grupo diretivo. Qualquer decisão deve constar as assinaturas dos três dirigentes da executiva azulina.

O presidente eleito Hyago Cruz, apresentou seu apreço aos dois vices. "Admitimos nossos erros e a partir de agora vamos pensar mais ainda no Confiança. Tenho certeza que Júnior e Aurélio entenderam as minhas colocações. Quanto a Ernando, ele foi muito importante mas entendeu as decisões", disse o jovem dirigente.

Sérgio Melo, presidente do Conselho de Administração, passou durante o ato algumas orientações relacionadas a união retomada no clube com o entrosamento dos três diretores da executiva e fez questão de pedir que fossem encerrados os comentários sobre o indesejável assunto referente a rompimento.

Prestação de Contas de 2015 - Logo após o tema inicial, foi apresentada à Prestação de Contas referente ao Ano de 2015, que registrou inicialmente, um déficit de mais 1,2 milhões.O presidente da FSF, Milton Dantas, marcou presença e mostrou sua preocupação pelo o ocorrido durante a semana que passou. "Já vivi tudo isso no período de 2001 a 2011. Fiquei feliz em saber da retomada dessa unidade. Estivemos juntos nos últimos seis meses. Você da executiva do Confiança estão dando o exemplo como deixar tudo de lado e pensar no clube", enfatizou Dantas.