Governador solicita 740 toneladas de milho para produtores do semiárido

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 08/12/2016 às 00:20:00

Com 21 municípios sergipanos em situação de emergência, o governador Jackson Barreto busca alternativas de enfrentamento aos efeitos da estiagem junto ao governo federal. Em audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, nesta quarta-feira, 07, Jackson solicitou a disponibilização do estoque de 740 toneladas de milho da unidade da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a preço subsidiário para atender os pequenos criadores dos municípios do semiárido. Com a medida, a Conab venderia a saca de milho de 50 quilos por R$ 18, valor muito abaixo do mercado, o qual cobra R$ 55 atualmente pelo produto, beneficiando mais de 14 mil pequenos criadores.

Ao lado do deputado federal Jony Marcos e do prefeito de Canindé de São Francisco, Heleno Silva, o governador falou sobre a situação de emergência vivenciada por municípios sergipanos. “Estamos enfrentando uma das piores secas já vividas e precisamos buscar condições de trabalho e sobrevivência para nossos produtores e agricultores. Contamos com a compreensão do ministro Blairo Maggi para disponibilizar as 740 toneladas de milho da Conab para que os produtores do semiárido possam alimentar seus rebanhos”.

O deputado federal Jony Marcos explicou que a liberação dos grãos foi acordada com o ministro Eliseu Padilha e precisa, agora, da anuência dos Ministérios do Planejamento e Fazenda. “O ministro Padilha nos informou que essa decisão de liberação do milho que a Conab tem estocado precisa de uma portaria de três ministérios: Agricultura, Planejamento e Fazenda e que deveria sair da Agricultura a iniciativa pata os que demais tomem anuência e liberem o milho para socorrer os produtores da bacia de leite sergipana”, disse.

Para o prefeito de Canindé, Heleno Silva, a medida é fundamental para a economia da região. “A produção de leite é uma de nossas principais atividades econômicas. Temos mais de 5 mil criadores de gado em Canindé com rebanho entre 10 e 20 cabeças. Com a seca, nosso problema é a alimentação do rebanho e o milho é primordial na alimentação. Conseguir comprar o milho a valor subsidiário é de grande ajuda para nossos produtores. Saímos otimistas da reunião e o governador Jackson Barreto sugeriu que a medida fosse estendida para todos os estados do Nordeste atingidos pela seca”, afirmou.                

-

Vinculada

 

Jackson assina convênio de estudos para duplicação da BR-235

 

A duplicação da BR-235, a começar pelo estudo técnico de Viabilidade para Concessão de Trecho da Rodovia, foi tema de audiência ontem, 07, entre o governador Jackson Barreto, o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella e o diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Valter Casemiro Silveira, e diretores da Infraero. Na ocasião, foi assinado convênio de Delegação de Competência da União para que Sergipe realize Estudo de Viabilidade para Concessão de trecho da Rodovia BR–235.

Com o convênio, a gestão estadual irá realizar estudos para encontrar um modelo mais adequado para viabilizar a duplicação da BR-235, a partir da avenida Osvaldo Aranha (saída de Aracaju), até o acesso ao povoado Terra Dura, em Ribeirópolis, passando por Itabaiana.

Jackson Barreto avaliou positivamente o encontro. “Fomos informados pelo presidente do Dnit, Valter Casemiro, que haverá obras de reformas e manutenção na BR-235. Também recebemos as informações da retomada das obras dos trechos parados de duplicação da BR-101 nos lotes 1, que retoma de imediato, uma nova licitação do lote 2, que está parado, e a licitação para o lote 5 entre Estância e a divisa com a Bahia. Tratamos, ainda, das obras do aeroporto e ficou acertado uma reunião entre a Infraero e a empresa para a retomada das obras da pista. Foi uma reunião produtiva e com boas notícias”, disse.

Durante audiência, o governador recebeu a garantia que, em janeiro, as obras da duplicação da BR-101 serão retomadas. Dividido em cinco lotes, os serviços de duplicação serão iniciados no lote 1, a partir da divisa com Alagoas, em Propriá, km 0 ao km 40. Em fevereiro, serão licitados os lotes 2 e 5, que compreendem as imediações de Capela até Pedra Branca, em Laranjeiras e o km 153 ao km 206,1, na divisa de Sergipe com a Bahia, em Cristinápolis, respectivamente.

Aeroporto Santa Maria - O governador Jackson Barreto voltou a cobrar celeridade na conclusão das obras do aeroporto Santa Maria, em Aracaju. No encontro com o ministro dos Transportes, Jackson foi informado que a Infraero irá se reunir com a empresa responsável pela ampliação pista de pouso na próxima terça-feira, dia 13, para que os serviços sejam retomados. O gestor lembrou que faltam 20% da obra, cerca de R$ 20 milhões para o término da obra.

No último dia 23, o chefe do Executivo Estadual reuniu-se com o presidente nacional da Infraero, Antônio Claret de Oliveira, para tratar do tema. Na ocasião, o governador lembrou a emenda impositiva que já existe para a Infraero, no valor de R$ 100 milhões, ressaltando que uma parte dessa emenda seria suficiente para a retomada das obras da pista do aeroporto. “Fui questionar o porquê da Infraero não trabalhar a liberação desta emenda que é impositiva, ou seja, ela tem a garantia da liberação de recursos”.