Ponto de Cultura de Itabaiana difunde a música com projetos inovadores

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/08/2012 às 10:30:00

A Filarmônica Nossa Senhora da Conceição (FNSC),  a mais antiga instituição musical do país, vem desenvolvendo um trabalho inovador com o público jovem da cidade de Itabaiana. Através do financiamento recebido do Programa Pontos de Cultura, desenvolvido em parceria entre o Ministério da Cultura (MinC) e Secretaria do Estado da Cultura (Secult), a filarmônica tem inserido crianças e jovens em projetos que aliam tradição e modernidade.

O projeto do Ponto de Cultura denominado 'A Arte da Luteria no Agreste' tem promovido aulas de confecção de instrumentos musicais de corda. "Pelo progresso que estamos percebendo na turma, até o final do ano eles já estarão aptos a confeccionar os instrumentos", explica o coordenador pedagógico do Ponto, Valtênio Souza.

Participam da oficina, 30 jovens na faixa etária dos 16 anos que já freqüuntam as aulas da FNSC e que, segundo o coordenador, apresentam alguma aptidão para trabalhos manuais. Nesta fase do projeto, os alunos estão aprendendo a fazer reparos básicos nos instrumentos musicais.
"Eles irão suprir uma carência muito grande que temos de profissionais para fazer a manutenção dos instrumentos. Para nós sempre foi um problema muito sério quando danificávamos um instrumento, pois a falta de profissionais nessa área é muito grande", explica Valtênio.

As aulas da oficina de luteria acontecem de forma intensiva durante um final de semana com o professor e luthier Fernando Cardoso. As próximas aulas acontecem nesta sexta, sábado e domingo, de 17 a 19 de agosto, no anexo da Escola Estadual Murilo Braga, onde funciona a escola de música da FNSC.

Música e sustentabilidade - Além de oficina de luteria, a FNSC mantém, através do Ponto de Cultura, a oficina de percussão com instrumentos reciclados. Neste espaço de experimentação, 50 crianças tiram sons de objetos inusitados como baldes, garrafas de vidro, carrinhos de mão e raladores.
"O nosso objetivo com a oficina é aproveitar esse momento em que se fala tanto em sustentabilidade e utilizar esse material que antes seria lixo para transformar em música. Nós também temos que estar engajados nessa luta em prol da natureza", declarou Valtênio Souza.

FNSC e o Ponto de Cultura - Através do 'Pontos de Cultura' a Filarmônica Nossa Senhora da Conceição (FNSC) tem ampliado as suas ações com os jovens do agreste sergipano. Atualmente, a filarmônica atende mais de 530 crianças e adolescentes da região, oferecendo aulas de música em projetos diversos.