Edvaldo anuncia titulares da Saúde, Governo e Emsurb

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/12/2016 às 00:15:00

O prefeito eleito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), anunciou, em ato realizado ontem no Sindicato dos Bancários, três integrantes que comporão sua equipe de governo a partir de 1º de janeiro de 2017. Farão parte do secretariado Carlos Cauê (Governo), Mendonça Prado (Empresa Municipal de Serviços Urbanos) e André Sotero (Saúde).

Detalhando a dificuldade vivida pela população de Aracaju no momento, com ênfase na precariedade do recolhimento de lixo, falta de remédios e cuidado com a administração pública, ele disse que 2017 será um ano de “reconstrução da cidade”, e apontou a Saúde, Limpeza Urbana e pagamento dos salários dos servidores e Segurança Pública como “prioritários”. O prefeito eleito também ponderou que fará o enxugamento da máquina, com redução de cargos e de secretarias.

Em coletiva à imprensa, acompanhado da vice-prefeita eleita Eliane Aquino (PT), Edvaldo Nogueira anunciou que a Secretaria de Governo ficará a cargo do jornalista e publicitário Carlos Cauê, que já ocupou a pasta da Comunicação na PMA e no governo do Estado.

“Cauê terá uma função muito importante, com a junção da coordenação política e administrativa do governo municipal”, cravou Nogueira, ressaltando que a atual Secretaria de Articulação Política será extinta.

Para a Empresa Municipal de Serviços Públicos (Emsurb), ele recebeu a indicação do PMDB, com a anuência do governador Jackson Barreto, do ex-deputado federal e ex-secretário de Segurança Pública, Mendonça Prado, que participou ativamente do processo eleitoral.

“Faço isso não somente pelo que combinamos com o governador, mas, sobretudo pela competência, dedicação e capacidade de gestão que tem Mendonça Prado. É preciso colocar a cidade nos trilhos e a Emsurb carece de um homem realizador”, emendou.

Preocupado com as atuais condições da Saúde municipal, Edvaldo Nogueira anunciou como secretário da pasta o médico, cardiologista e funcionário concursado da PMA, André Sotero, que, para ele, cumprirá “um papel mais que importante na área”.

“Não fui buscar um político e nem ninguém ligado a grupos econômicos e sim um técnico gabaritado para recuperar urgentemente a saúde de Aracaju. Vamos ter muito trabalho, mas estou confiante que iremos reverter a situação de penúria em favor da saúde do povo aracajuano”, disse. Com a indicação de Sotero, o prefeito eleito cumpre um dos seus compromissos de campanha de indicar para a Saúde um secretário sem vinculação política.

Edvaldo salientou que até o dia 31 de dezembro fará o anúncio de todo o seu secretariado.