Audiência Pública debate Orçamento 2017 na Câmara Municipal de Aracaju

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/12/2016 às 00:30:00

A Câmara Municipal de Aracaju (CMA) promoveu ontem (12) audiência pública para debater o Projeto de Lei Orçamentário (LOA) para o exercício de 2017. “Estamos começando a semana com essa audiência pública, debatendo questões relacionadas ao orçamento de 2017”, disse o autor do requerimento que motivou a audiência, Iran Barbosa (PT), ressaltando a importância da participação popular.

Para ele, faz-se necessário que as pessoas saibam onde são aplicados os investimentos; onde o município está apresentando perspectiva de crescimento. “Portanto estamos aqui para aprofundar o debate dessa lei orçamentária que é a matiz dos debates nesta Casa”, disse ao abrir o evento que contou com a participação do presidente da CMA, Vinicius Porto (DEM), dos vereadores Acácio (PSDB), Lucas Aribé (PSB), Moritos Matos (PROS), Pastor Roberto Morais (SD), Flávia Brasileiro (PRTB), Júnior Pinheiro (PSDB), Emerson Ferreira (Rede), Lucimara Passos (PCdoB, Anderson Gois (PRB) e Palhaço Soneca (PPS)

Iran lamentou a ausência do secretário da Fazenda, Jair Araújo, para apresentar a proposta orçamentária 2017, bem como a falta do Quadro de Detalhamento de Despesas (QDD). “Esse quadro de detalhamento deveria acompanhar o Projeto de Lei, encaminhado pelo Executivo. Seria muito importante para pudéssemos conhecer melhor a situação, de modo a elaborar emendas e assim destinar melhor esse orçamento”, ressaltou Iran.

Para Emerson Ferreira, faz parte da peça orçamentária, para a análise do Legislativo o Quadro de Detalhamento de Despesas, que é instrumento obrigatório. “Tenho oito anos nessa Casa e esse quadro nunca acompanhou o projeto do orçamento para votação neste plenário. Como podemos propor remanejamentos com emendas se não o temos?”.