Governo deve liberar R$ 12 bilhões para reajustes de servidores em greve

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/08/2012 às 10:34:00

Luana Lourenço
Agência Brasil

Brasília - O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, confirmou ontem que o governo estuda desembolsar pelo menos R$ 12 bilhões para reajustes dos servidores federais em greve. Servidores de mais de 30 órgãos federais estão parados. Nas universidades federais, a greve já dura cerca de três meses.
"Esse é um número inicial. Pode sofrer alteração, porque vamos ter uma negociação longa com o funcionalismo, carreira por carreira. O [Ministério do] Planejamento é quem está cuidando desse tema", disse Carvalho.

Aquém - O número está bem abaixo dos R$ 92,2 bilhões necessários para atender a todas as demandas de reajuste dos servidores, segundo cálculo do Ministério do Planejamento.
O valor inclui a negociação com técnicos e professores de universidades federais, para quem o governo já apresentou proposta; e as demais categorias, que ainda não receberam oferta oficial do governo. A previsão é que o Ministério do Planejamento apresente ainda esta semana uma contraproposta às reivindicações dos grevistas.