BAIXO SÃO FRANCISCO: Projeto Dom Távora leva novas obras

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 17/12/2016 às 00:36:00

Banhada pelo rio São Francisco, a região do Baixo São Francisco tem na rizicultura e piscicultura as principais atividades econômicas. Nesta sexta-feira, 16, produtores familiares dos municípios de Pacatuba, Ilha das Flores e Santana de São Francisco receberam incentivo para a produção com a assinatura de Planos de Investimento Produtivo com associações de produtores. Os Planos integram as ações do Programa Dom Távora e beneficiam 124 famílias. O investimento de R$ 1.341,819 foi assinado pelo governador Jackson Barreto.

“O projeto inicial do Dom Távora não abrangia o Baixo São Francisco e nós trabalhamos para inserir essa região, que tem o menor Índice de Desenvolvimento do Estado e grande potencialidade econômica e turística. Queremos estimular os produtores, as associações de produtores de arroz, peixes e artesanato para que produzam mais, com mais qualidade, assim vamos melhorar a renda dessas famílias. Essas ações chegam num momento difícil para o agricultor, que enfrenta uma das piores secas do Nordeste. O partido do Dom Távora é o povo pobre”, declarou o governador ao visitar o projeto de piscicultura que está sendo implementado no assentamento Santana dos Frades, em Pacatuba, e beneficiará 60 famílias com investimento de R$ 468.268,00.

Após sua implantação, a previsão de produção é de 76 toneladas de pescado por ano, somando o resultado dos lotes individuais e da lagoa de produção coletiva.

Em Ilha das Flores, o governador assinou planos de investimento que beneficiam duas associações de produtores da agricultura familiar: a Associação dos Pescadores de Ilha das Flores e a Associação dos Pequenos Agricultores do estado de Sergipe. O investimento total no município é de R$ 668.226,83, beneficiando 49 famílias.

Na ocasião, o secretário de Estado de Agricultura, Esmeraldo Leal, falou sobre a produção de arroz local, a qual recebe incentivo do governo por meio da distribuição de sementes e assistência técnica. A expectativa é que a safra 2016/2017 seja de 30 mil toneladas de arroz.

 

Santana do São Francisco - Conhecida pelo artesanato de barro, Santana de São Francisco receberá plano de investimento para implantação de um projeto de piscicultura que vai beneficiar 15 famílias (em trono de 60 pessoas), com investimento de R$ 205.325,00.  A ação foi firmada com a associação de Pescadores do Povoado Saúde.

 

Dom Távora - O Projeto Dom Távora, cofinanciado pela FIDA, tem por objetivo promover o desenvolvimento de negócios agropecuários e não agropecuários, por meio de financiamento de planos de negócios para associações e cooperativas de agricultores familiares. Contratado em 2013, com investimento previsto de US$ 28 milhões, sendo contrapartida estadual de US$ 12,3 milhões, o projeto Dom Távora beneficiará 10 mil famílias de pequenos produtores rurais, beneficiando 40 mil pessoas, através da implementação de 300 planos de negócios. O Projeto atua em 15 municípios dos territórios Agreste Central, Centro Sul, Baixo São Francisco e Médio Sertão Sergipano.

Entre os municípios beneficiados estão Nossa Senhora Aparecida, Carira e Pinhão (Agreste Central); Tobias Barreto, Poço Verde e Simão Dias (Centro Sul); Graccho Cardoso e Aquidabã (Médio Sertão); e Pacatuba, Brejo Grande, Ilha das Flores, Neópolis, Santana do São Francisco, Japoatã e Canhoba (Baixo São Francisco).