Prefeito eleito de Tobias Barreto reclama de dificuldades na transição

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/12/2016 às 00:27:00

Conforme dados da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o programa de regularização de ativos no exterior, também conhecido como repatriação de recursos, destinará ao município sergipano de Tobias Barreto a quantia de R$ 1.753.869,71.

O acompanhamento quanto à destinação desses recursos motivou a visita do prefeito eleito do município, Diógenes Almeida, ao gabinete do conselheiro Clóvis Barbosa, presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), nesta quinta-feira, 22."Viemos solicitar que o Tribunal oficialize o atual prefeito para que priorize os gastos com salários e que apresente uma cronologia dos fornecedores", explicou o futuro gestor.

Diógenes argumentou que tem encontrado dificuldades na transição entre as gestões em Tobias Barreto.Ao tomar conhecimento da situação, o conselheiro Clóvis Barbosa assegurou que entrará em contato com o prefeito para que as possíveis distorções sejam corrigidas.

A visita foi acompanhada pela conselheira Susana Azevedo e pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, além do diretor de Controle Externo de Obras e Serviços, Adir Machado, e o advogado Vinícius Rodrigues, que acompanhou o prefeito eleito.