Primeiro ano de gestão é avaliado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 31/12/2016 às 09:20:00

Presidente da FSF faz avaliação positiva, destaca alguns pontos da sua gestão e as perspectivas para 2017

 

Há pouco menos de um ano, no dia 15 de janeiro de 2016, o desportista Milton Dantas e toda a sua diretoria, assumiam o comando da Federação Sergipana de Futebol (FSF).  Ali nascia uma nova fase para o futebol do estado. Milton Dantas sucedia a Carivaldo Souza e aos poucos, foi implantando a marca da sua administração. Hoje, a FSF está muito bem no cenário esportivo brasileiro e com muito prestígio junto à Confederação Brasileira de Futebol CBF e aos desportistas sergipanos.

Ao completar um ano à frente da entidade, Milton Dantas faz uma avaliação da sua gestão, que ele considera extremamente positiva. “Tivemos falhas, sim. Cometemos alguns equívocos, não podemos negar. Mas temos certeza, que essas falhas e equívocos, foram superados pelo acertos, pela dinâmica e pelas realizações, nesse pouco tempo de trabalho à frente da entidade”, comentou o presidente.

Milton Dantas diz que a avaliação é altamente positiva. “Faço uma avaliação positiva, principalmente se destacarmos o crescimento, que o nosso futebol teve nesse período, pela organização e pelo profissionalismo implantado dentro da entidade. Os clubes assimilaram isso e fizeram também, dentro das suas possibilidades o necessário para crescer”.

- Aqui, agradecemos publicamente, a parceria firmada com a TV Atalaia e com a Esporte Interativo, que acreditaram na força do nosso futebol. Firmamos inicialmente um contrato de quatro anos. Renovamos para dez anos, contrato que vai até 2023. Isso faz do futebol sergipano um futebol forte, destacou o presidente.

Para o campeonato do próximo ano, o presidente disse que renovou todos os contratos de patrocínio, destacando a rede GBarbosa, o patrocinador máster, a TV Atalaia e a Penalty, essa, fabricante de material esportivo e da bola oficial da competição.

- Foi um ano de dificuldades financeiras, o país atravessa uma crise sem precedentes. Isso afasta o empresariado do futebol. Mas fomos buscar os recursos necessários e tivemos na CBF, a grande parceira. Foi ela quem nos deu o suporte necessário, para superarmos o momento de crise.

Milton Dantas lembrou que pela primeira vez, as equipes campeãs e vice campeãs estaduais da Divisão Especial e da Divisão A2 foram premiadas. Foram investidos mais de R$ 500 mil e com uma premiação inédita de três carros zero quilômetros dez motos, distribuídas em pareceria com a TV Atalaia.  

O presidente colocou em destaque fatos como a permanência do Confiança na Série C, a campanha do Itabaiana na Série D. “Por pouco o Itabaiana não passou para a Série C e a FSF teve uma participação decisiva na campanha das nossas equipes nas competições nacionais. Isso influiu decisivamente, para que conquistássemos dois pontos no ranking da CBF. Hoje ocupamos a 17ª. posição, mas já estivemos na 22ª. É um fato a comemorar”.

Milton Dantas destacou o avanço do campeonato em termos numéricos e financeiros. “Tivemos uma presença de mais de 115 mil torcedores nos estádios, um acréscimo de 60% de público pagante. Em termos financeiros arrecadamos em 2015 R$ 1,1 milhões em 2016 foram mais de R$ 2 milhões, receita toda ela direcionada aos cofres dos clubes.    

Perspectivas – Para a próxima temporada, as perspectivas são bem melhores. A FSF inicia a temporada retornando à sua sede na Arena Batistão. A reforma e revitalização está sendo feita com total apoio da CBF. “Será a Casa do Futebol” e é assim que deve ser vista por todos os sergipanos. Estamos programando a reinauguração para o dia 10 de janeiro, quando também oficialmente, estaremos lançando o Campeonato Sergipano de Futebol- O Sergipão GBarbosa 2017”.

Um dos investimentos para 2017, foi a criação do Departamento de Marketing, com a contratação de uma empresa, que já está captando e vai captar recursos para o nosso futebol. “Qualificamos nosso quadro de pessoal, encaminhando colaboradores para cursos e treinamentos na CBF e pretendemos incentivar esse projeto, investindo no nosso material humano. Temos uma assessoria de comunicação atuante, com grande profissionais, divulgando as ações da entidade. Pretendemos investir ainda mais nesse segmento”. 

Para 2017, a grande frente de trabalho da FSF é partir para melhoria dos estádios de futebol, que para o presidente Milton Dantas, é um problema crônico do futebol brasileiro. “Estamos formando parcerias para que essas melhorias sejam viabilizadas o mais rápido possível, para que tenhamos campos em condições mínimas, para a prática do futebol, como manda o Estatuto do Torcedor”.

Uma das medidas a ser adotada no próximo ano é uma modificação no Campeonato da Segunda Divisão. “Tivemos um campeonato com um grande número de participantes. Assumimos todos os custos, desde a logística, despesas de arbitragem, até a premiação. Tivemos problemas com algumas equipes, que não estavam estruturadas. É uma competição profissional e como tal deve ser tratada. Vamos valorizar a qualidade e não a quantidade, como fizemos este ano. Temos que aprimorar nossos procedimentos. Vamos melhorar nossa gestão. Pois se acharmos que está tudo bem, que nada existe para melhorar, que já chegamos ao ápice, teremos uma gestão fracassada, pendente para o fracasso”.      

- Ao se encerrar esse primeiro ano de mandato, a gente deseja do fundo do coração, aos torcedores sergipanos, aos desportistas, à imprensa, aos dirigentes de clubes, enfim, a todo o segmento, um ano novo de paz, para toda sociedade, para todo o povo brasileiro, para que todos alcancem seus objetivos. Um Feliz Ano Novo para todos, concluiu o presidente.