Garibalde acha que Jackson acerta em declarar que Belivaldo é a “bola vez”

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/01/2017 às 00:43:00

Na manhã dessa quarta-feira, o deputado estadual, Garibalde Mendonça, PMDB, fez uma breve análise sobre o momento político que vive o estado de Sergipe depois das mudanças ocorridas com os novos gestores empossados no último dia 01.

O parlamentar entende que essas novas administrações devem chegar com características diferentes, tendo em vista o posicionamento mais contundente dos órgãos fiscalizadores. Para ele existe um conceito mais amadurecido na maioria dos que se dispõem a gerir a coisa pública, principalmente, na aplicação de recursos públicos, no que for realmente prioridade.

“A população se deparou no ano que passou com uma imensidão de denúncias contra gestores públicos, o que causou um despertar nos cidadãos, que concluem suas interpretações no momento de suas escolhas através do voto”, comentou Garibalde, lembrando da mudança significativa que aconteceu com a Câmara de Aracaju.

Sobre a gestão do novo prefeito, Edvaldo Nogueira, PCdoB, o deputado disse que o momento inicial é turbulento, mas acredita numa administração mais equilibrada, especialmente, pelo fato de Edvaldo já ter passado pela prefeitura durante um bom período, e portanto, conhece com profundidade onde corrigir, como aplicar os recursos dentro das prioridades que a população necessita.

“A oposição está fazendo o seu papel, porém de forma precipitada, quando incisivamente fazem cobranças de uma administração que só está começando, e que sob qualquer hipótese é impossível fazer um diagnóstico de erros e, ou acertos do prefeito Edvaldo. Talvez seja o processo de 2018 já na pauta”, entende

Para 2018, Garibalde avalia que o grupo liderado pelo governador Jackson Barreto chegará bem fortalecido, com possibilidades concretas de se eleger o sucessor para o governo de Sergipe, além de aumentar o número de representações dos partidos aliados nas casas parlamentares.

Falando de possíveis nomes para compor chapa majoritária no pleito seguinte, o peemedebista foi enfático: “Jackson acerta em declarar que Belivaldo é a bola da vez”.