Edvaldo se reúne com sindicato e pede fim da paralisação dos médicos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 06/01/2017 às 00:42:00

Reafirmando sua disposição para o diálogo e para a transparência, o prefeito Edvaldo Nogueira se reuniu nesta quinta-feira, 5, com representantes do Sindicato dos Médicos para discutir a situação financeira da prefeitura e fazer um apelo para que a categoria retorne ao trabalho e, assim, o atendimento à população nas unidades de saúde seja normalizado. Ficou definido que no próximo dia 20, o prefeito voltará a se reunir com o sindicato para apresentar a proposta de pagamento da folha salarial de dezembro, deixada pela gestão anterior, e anunciar como a nova administração irá desenvolver a sua política salarial.

“Já demos uma reposta ontem aos servidores quando pagamos o 13º salário para todas as categorias. 87% dos 14 mil servidores receberam o benefício que a administração anterior não pagou. Em apenas três dias de gestão, demonstramos o nosso compromisso com os servidores. No caso da Saúde, todos os servidores, inclusive os inativos já receberam integralmente. Com este gesto, pedimos um voto de confiança aos servidores para que eles voltem ao trabalho, e a população possa ter acesso aos serviços públicos”, afirmou o prefeito.

Ele reforçou que no dia 20 voltará a se encontrar com os servidores para anunciar o plano de enfrentamento à crise salarial deixada pela gestão passada. “Na reunião do dia 20, vamos apresentar como iremos proceder com o pagamento do salário de dezembro e sobre o futuro da política salarial. Até lá, estaremos no processo de planejamento e levantamento das dívidas e dos contratos, para termos um quadro real e objetivo da situação financeira e propor como iremos desenvolver a política salarial. Queremos resolver os problemas de maneira sólida”, disse.

O presidente do Sindicato dos Médicos, João Augusto Oliveira, considerou a reunião como positiva. “O prefeito e sua equipe demonstrou respeito à categoria. Foi uma reunião proveitosa. Tratamos da questão salarial e de outros âmbitos de interesse dos profissionais. A gente avalia como positivo este encontro pelo fato de o prefeito ter recebido a nossa categoria em específico. Isto será levado para a categoria avaliar e ponderar acerca dos rumos do movimento de paralisação”, explicou.

Ele destacou ainda que na reunião desta quinta o prefeito abriu também o diálogo para tratar de propostas de melhoria das condições de trabalho dos médicos. “Com a presença do secretario da Saúde, nós abrimos o diálogo sobre as condições de trabalho, o que nos ajudará a melhorar a assistência da população. Reunindo todas as nossas reivindicações, será mais fácil diminuir a crise”, ponderou.