Após abertura de diálogo com Edvaldo, médicos encerram greve

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 07/01/2017 às 00:07:00

Desde o primeiro dia de vigência da atual gestão, as equipes da Prefeitura de Aracaju se empenham para sanar os problemas encontrados. Um dos impasses, contudo, foi solucionado após esforço realizado pelo prefeito Edvaldo Nogueira. Ele abriu o diálogo com a categoria e recebeu os representantes do sindicato em seu gabinete na quinta-feira, 5, quando fez um apelo para que os profissionais retornassem ao trabalho. A solicitação surtiu efeito: a categoria decidiu, durante assembleia ocorrida na manhã desta sexta-feira, 6, suspender a greve que já durava mais de um mês.

Desta forma, na próxima segunda-feira (9), o atendimento voltará a ser realizado nas unidades de saúde da capital. A decisão por parte dos médicos teve como base um espaço de diálogo criado pelo prefeito de Aracaju. Ao compreender as questões vivenciadas pelos médicos e demais categorias da Saúde, Edvaldo Nogueira e seu secretariado estudaram a melhor maneira para solucionar os problemas financeiros deixados pela gestão anterior e, consequentemente, trazer de volta à normalidade o atendimento de Saúde da capital. Assim, ele conseguiu, já no terceiro dia da nova administração, pagar o 13º salário de 87% dos servidores, o que foi decisivo para o fim das paralisações.

Na assembleia, os médicos reconheceram o avanço de suas pautas por meio da abertura de diálogo com a Prefeitura. Ontem, durante a reunião com o sindicato, Edvaldo apelou para que os médicos voltassem aos seus postos de atendimento e reafirmou o compromisso em regularizar o pagamento da categoria. "Já demos uma reposta aos servidores quando pagamos o 13º salário para todas as categorias. 87% dos 14 mil servidores receberam o benefício que a administração anterior não pagou. No caso da Saúde, todos os servidores, inclusive os inativos, já receberam integralmente. Com este gesto, pedimos um voto de confiança aos servidores para que eles voltassem ao trabalho e a população possa ter acesso aos serviços públicos", afirmou o prefeito.

O Sindicato dos Médicos afirmou, em nota à imprensa, após a assembleia, que os profissionais retornarão ao trabalho na segunda-feira, 9, "em vista do avanço de algumas pautas da categoria médica e do informe do prefeito Edvaldo Nogueira de que no dia 20 informará as datas de pagamento de salários dos meses de dezembro e janeiro e planejamento dos meses seguintes".