Homem mata a esposa e comete suicídio em Carira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/01/2017 às 07:56:00

Um crime passional que aconteceu na manhã deste sábado chocou a população de Carira (Sertão). Segundo a Polícia Militar local, o comerciante Jânio Fernando dos Santos, 32 anos, cometeu suicídio depois de assassinar a própria esposa, Genilsa dos Santos Moura, após uma discussão ocorrida na casa da vítima. Tanto a mulher quanto o autor morreram no local, com várias facadas na altura do tórax e do pescoço. Os corpos estavam na sala da casa, que estava completamente suja de sangue. Jânio chegou a ser atendido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu a caminho do hospital. Ao lado dele, foi encontrada uma faca de cozinha, usada para cometer o crime.

De acordo com informações do tenente George Xavier, comandante da companhia responsável pelo policiamento em Carira, o crime aconteceu por volta das 9h, quando Jânio chegou à casa de Genilsa. Uma grande gritaria, com o barulho de objetos quebrando, vinda da residência chamou a atenção dos vizinhos, levando-os a chamar a polícia. “Ao chegarmos no local, anunciamos a presença da Polícia Militar e ninguém respondia na residência. Nós pedimos a uma vizinha ao lado para que nos permitisse o acesso pela casa dela, via uma porta dos fundos. Ao chegarmos, ouvimos um homem agonizando, conseguimos adentrar à residência e ao chegar no interior, nos deparamos com uma cena muito triste”, disse o oficial.

Conforme o comandante da companhia, testemunhas relataram que Genilsa e o comerciante estavam em processo de separação, mas a situação não era aceita por ele. O relacionamento havia terminado na noite anterior à tragédia e, no sábado, Jânio teria ido tirar satisfações com a mulher. “Ou ele possuía a chave da casa e conseguiu entrar, ou ela teria aberto a porta para ele. Os dois travaram luta corporal, como as evidências mostram. Um dos compartimentos da casa estava totalmente bagunçado, há móveis [derrubados] para um lado e para outro, há paredes com marcas de sangue... Indícios indicam que ele teria praticado o crime contra a companheira e depois cometido suicídio”, relatou o tenente Xavier.

A casa ficou isolada para o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística, enquanto muitos curiosos se concentraram em frente ao local. Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico-Legal (IML) em Aracaju, no começo da tarde. O caso será investigado pela Delegacia de Polícia de Carira.