Saúde divulga primeiro Informe Epidemiológico de 2017

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 12/01/2017 às 00:36:00

As estratégias de vigilância e combate ao Aedes aegypti são realizadas de forma contínua pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Entre as ferramentas para o enfrentamento ao mosquito está o Informe Epidemiológico que, semanalmente, apresenta as notificações de casos prováveis e confirmados de Dengue, Zika vírus e Chikungunya, assim como os casos de Microcefalia, em todo o território sergipano.

De acordo com o Informe Epidemiológico ano II, nº 01, referente à Semana Epidemiológica 01/2017, não houve novas notificações de casos relacionados as arboviroses transmitidas pelo Aedes. O documento, elaborado através da Sala Estadual de Situação e Núcleo Estratégico da SES, apresenta, também, as ações desenvolvidas para o enfrentamento ao mosquito.

 “Não tivemos alterações em relação ao informe anterior. Para que os casos não avancem, temos intensificado as ações, através da atuação da Brigada Itinerante Estadual, especialmente nos municípios que apresentam número reduzido de agentes”, revelou a coordenadora do Núcleo de Endemias da Secretaria de Estado da Saúde, Sidney Sá.

A gestora também destacou que, entre os dias 16 e 20 deste mês, os municípios vão realizar o Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), que funciona como importante ferramenta para nortear as ações estratégicas no Estado.