SES, Caixa e Honcose debatem diretrizes para a construção do Hospital do Câncer

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/01/2017 às 00:45:00

O sonho do Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Deda Chagas está bem próximo de se tornar realidade. Na manhã desta quinta-feira, a secretária de Estado da Saúde, Conceição Mendonça, participou de uma reunião para discutir os procedimentos e as diretrizes operacionais da autorização da Ordem de Serviço para início das obras.

A Caixa Econômica já analisou todo o processo licitatório (homologado no último mês de outubro), avaliando peças técnicas, orçamentos e a viabilidade do contrato. A SES, por sua vez, formará um grupo técnico que acompanhará, rigorosamente, todos os processos do Hospital Especializado em Câncer: contrato, início da construção, alterações e aditivos (caso necessário) e conclusão.

 “A Caixa apresentou suas regras e colocou condicionalidades para autorização da Ordem de Serviço. A partir de agora, a SES, a Seinfra, a CEHOP e a PGE discutirão questões técnicas operacionais junto ao consórcio Honcose para, em breve, definir a data da assinatura da Ordem de Serviço”, explica a diretora de Planejamento da SES, Jacqueline Dourado.

Além da equipe técnica da SES, a reunião contou com a presença de representantes do consórcio Honcose, da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e da Caixa Econômica Federal (CEF), partes envolvidas no contrato.

 

As obras - A construção do Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas está orçada em R$ 62.700.000,00 e será conduzida pelas empresas paulistas Pórtico e a WVG Construções (vencedoras do processo licitatório). Juntas, elas integram o consórcio Honcose, que terá o prazo de 36 meses para concluir a obra, a partir da ordem de serviço.

A construção do Hospital Especializado em Câncer Governador Marcelo Déda Chagas está orçada em R$ 62.700.000,00 e será conduzida pelas empresas paulistas Pórtico e a WVG Construções (vencedoras do processo licitatório). Juntas, elas integram o consórcio Honcose, que terá o prazo de 36 meses para concluir a obra, a partir da ordem de serviço.

O Governo de Sergipe, através das Secretarias de Estado da Saúde e da Infraestrutura, vem cumprindo todas as importantes etapas que viabilizam a concretização desse grandioso projeto. A próxima é a assinatura da ordem de serviço para o início das obras.