Polícia sergipana desarticula associação criminosa envolvida com golpes bancários

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/01/2017 às 00:00:00

A Polícia Civil, por meio do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), prendeu os cearenses Francisco Rogervario Gonçalves Sales, 38 anos, e Fabrício Leite de Souza, 30, após investigações que liga a dupla a uma associação criminosa envolvida com clonagem de cartões bancários no estado de Sergipe.

A investigação que tramita há seis meses começou com um golpe aplicado em meados de 2016, quando diversos clientes do banco estadual tiveram seus cartões clonados após utilizarem terminais de auto atendimento em máquinas em que estavam instalados os famosos "chupa cabra". O equipamento captava os dados dos cartões bancários para posterior clonagem. Após a clonagem dos cartões, os golpistas voltam para realizar saques com os cartões falsificados.

Equipes do Cope flagraram a dupla, após terem identificado a instalação do equipamento em duas lojas de supermercado, uma situada no bairro São José e outra no Jardins. Eles foram presos no momento em que tentavam retirar o "chupa cabra". Segundo os próprios detidos, Sergipe foi selecionado como alvo das ações por possuir uma deficiência tecnológica nos cartões bancários que ainda não possuem chip.

Os equipamentos foram apreendidos e serão periciados para coleta de imagens. As investigações continuam no sentido de identificar os demais indivíduos que atuaram no estado nos golpes mencionados. A dupla está custodiada no Cope e foram autuados por estelionato e associação criminosa.