Mulher é assassinada a tiros na Rodoviária Velha

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/01/2017 às 00:28:00

A polícia investiga o assassinato de Jéssica Rozendo Prado, 21 anos, morta na noite desta quinta-feira em uma rua ao lado do Terminal Rodoviário Luiz Garcia, a Rodoviária Velha, no Centro da capital. Ela levou seis tiros disparados por um homem que teriam seguido a vítima. Segundo testemunhas, ela passava pelo local acompanhada por uma prima, quando decidiu ir até uma das barracas da feira livre montada nas ruas laterais da rodoviária. O assassino teria se aproximado por trás de Jéssica e disparado os tiros, fugindo em seguida na garupa de uma moto que o aguardava.A jovem morreu antes da chegada do socorro médico, mesmo tendo tentado correr em busca de ajuda.

O local ficou logo apinhado de curiosos, que foram afastados do local após a chegada da Polícia Militar. Apesar das muitas pessoas presentes, quase ninguém passou informações aos policiais. No entanto, de acordo com o tenente-coronel Vivaldy Cabral, comandante de Policiamento da Capital, as primeiras suspeitas apontam para a hipótese de execução premeditada, motivada pelo tráfico de drogas. O coronel confirmou que a vítima era usuária de crack, já foi presa por tráfico e, ao ser morta, estava com uma pequena quantidade de pedras da droga, já embaladas para venda.

O caso já é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que buscou imagens do circuito de segurança do terminal e de lojas próximas. A Rodoviária Velha já foi palco para pelo menos três outros assassinatos ocorridos no ano passado, além de outros crimes relacionados à ação e circulação de viciados e traficantes de drogas. A própria PM já chegou a realizar operações preventivas de revistas e abordagens a suspeitos no terminal, a fim de evitar outros crimes no local.