Motorista invade feira na Aruana e deixa feridos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto




Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/01/2017 às 00:45:00

Gabriel Damásio

 

Cinco pessoas ficaram feridas em um atropelamento ocorrido por volta das 17h na rua Eliza Correia, loteamento Costa Nova 1, bairro Aruana (zona de expansão de Aracaju), onde acontecia a feira livre semanal do bairro. O local foi invadido pelo condutor de uma caminhonete Mitsubishi Pajero Pathfinder de placa JEY-0202/DF, que após fazer algumas manobras, entrou em alta velocidade na rua e derrubou quase todas as barracas, causando pânico entre feirantes e clientes. Segundo testemunhas, muitos dos que lá estavam perceberam o avanço do veículo e chegaram a pular no canal que margeia a rua, ou passar por cima das bancas. Mesmo assim, muitas delas acabaram destruídas.

O carro, por sua vez, só parou depois de bater contra o poste e ser invadido por alguns populares, que agarraram o motorista e desligaram o motor. Ele foi identificado como José dos Remédios Rodrigues Santos, 66 anos, analista judiciário do Supremo Tribunal Federal (STF). Testemunhas afirmaram à polícia que ele aparentava estar sob efeito de álcool e de drogas, identificando-se como juiz do STF e afirmando que não sabia o que aconteceu. Disseram ainda que ele tentava acelerar o carro mesmo depois de bater contra o poste. O condutor chegou a ser agredido por algumas pessoas, mas o tumulto foi controlado por um policial militar que estava no local.

José dos Remédios foi preso em flagrante após a chegada de soldados da Companhia de Polícia de Trânsito (CPTran) e do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur), que ainda isolaram o local para a realização de uma perícia. Ele foi levado à 4ª Delegacia Metropolitana (4ª DM), onde prestava depoimento até o fechamento desta edição. O Pajero foi igualmente apreendido e estava com a frente parcialmente destruída, com restos de frutas e marcas de sangue. Revoltadas, várias testemunhas compareceram à porta da delegacia, reclamando dos prejuízos causados e exigindo que o motorista permaneça preso em Sergipe, respondendo pelo atropelamento.

As vítimas do incidente foram atendidas por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Duas pessoas tiveram ferimentos leves e foram medicadas no local. Outras três foram levadas para o setor de trauma do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse): um feirante de 57 anos, que ficou prensado entre duas barracas e se queixava de dores; uma mulher de 31 anos, que sofreu fratura e perda de substância na perna esquerda; e um homem de 31 anos, com suspeita de edema local na perna esquerda. Segundo a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), o quadro de saúde dos pacientes é estável.