Estado poder criar núcleo contra racismo e intolerância religiosa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/01/2017 às 08:52:00

A criação do Núcleo de Combate a Crimes de Racismo e Intolerância Religiosa em Sergipe, implantado no Departamento de Apoio a Grupos Vulneráveis (DAGV), foi tema de discussão na manhã desta terça-feira, 24, entre o vice-governador Belivaldo Chagas e a representante do Ministério da Justiça e Cidadania, Luislinda Valois. O objetivo da unidade é que crimes dessa natureza sejam registrados, denunciados e investigados em local específico, de modo que os cidadãos que se sintam lesados, ao invés de se dirigir à delegacia da região, busquem o núcleo de atendimento especializado.

 De acordo com o vice-governador, o Estado está disposto a ampliar as discussões sobre o assunto e promover iniciativas nesse sentido. “Tratamos de um tema extremamente importante, que é a da igualdade racial e também sobre a preocupação com a questão religiosa. Atendendo a uma reivindicação da própria Luislinda Valois, o Núcleo foi criado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), e o Estado se colocou à disposição para somar, na medida do possível, às ações que estão sendo empreendidas pela Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), a qual Luislinda representa”, pontuou.