A nova equipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/01/2017 às 00:24:00

Rita Oliveira

 

 A nova equipe

 

O governador Jackson Barreto (PMDB) anuncia hoje, às 9h, no auditório do Palácio de Despachos, a tão esperada reforma do secretariado que acontece bem no meio do seu governo. No primeiro escalão haverá mudanças em seis secretarias e no segundo escalão em apenas uma.

A novidade a ser anunciada será o engenheiro José Augusto Pereira Carvalho para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia (Sedetec), que é uma indicação do mais novo aliado do governador, o deputado federal Laércio Oliveira (SD).

Laércio apresentou alguns nomes de empresários ao governador, mas o que teve a maior simpatia foi o de José Augusto, que é irmão de Fernando Carvalho, ex-dirigente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Ele vai para o lugar de Chico Dantas.

Mesmo sobre protestos de alguns aliados e seguimentos da sociedade, o ex-senador Almeida Lima será confirmado hoje como o novo secretário da Saúde, no lugar de Conceição Mendonça. O ex-secretário da Saúde, Zezinho Sobral, volta ao governo como secretário da Inclusão Social que estava sendo comandada por Marta Leão.

O ex-reitor da UFS, Josué Passos Subrinho, será confirmado como secretário da Fazenda no lugar de Jefferson Passos, que desde o final do ano passado deixou a pasta para comandar a Secretaria Municipal da Fazenda, na gestão do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB).

Sem nenhuma novidade, o ex-prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique (PDT), será confirmado hoje na Secretaria de Turismo, que vinha sendo comandada pelo aliado Saulo Eloy. O ex-secretário da Justiça, Manoel Hora, comandará a Secretaria de Esporte. 

No segundo escalão, Chico Dantas terá seu nome confirmado hoje como presidente da Adema, no lugar de Almeida Lima, e o diretor presidente da Codise, Rosman Pereira, como diretor presidente da Fundação de Saúde.

O governador pode deixar para anunciar depois o nome do ex-prefeito Heleno Silva para o Escritório de Representação de Sergipe em Brasília e do ex-prefeito Ricardo Roriz para presidente da Segrase. Assim como do ex-deputado federal Bosco Costa para a Codise.

O secretário João Augusto Gama se mantém na Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão.

.......................................................................

Sedetec 1

Só ontem a tarde o governador Jackson Barreto (PMDB) foi apresentado ao novo secretário da Sedetec, José Augusto Pereira Carvalho, pelo deputado federal Laércio Oliveira (SD). O parlamentar levou o novo secretário até o Palácio.

 

Sedetec 2

Laércio Oliveira e o seu sócio Fernando Carvalho queriam, inicialmente, emplacar na Sedetec os empresários Juliano César (Fasouto) ou Marcelo Menezes (D&M). Segundo uma fonte, eles não aceitaram deixar seus empreendimentos para assumir um cargo no governo.

 

No Palácio

O governador conversou também ontem, no Palácio, com todos os novos auxiliares do primeiro escalão do governo a partir de hoje. Foi quando oficializou a indicação deles para as referidas pastas e órgãos que vão comandar.

 

Triste

Pela manhã, Jackson comunicou pessoalmente a então secretária da Saúde, Conceição Mendonça, que deixaria o comando da pasta.  Mesmo já sabendo dessa possibilidade e agradecendo pela confiança que o governador teve nela, Conceição deixou o palácio um pouco chorosa.

 

Facilitou

Segundo uma fonte, o que pesou para Conceição deixar a Secretaria da Saúde, por fazer um bom trabalho, foi o corporativismo com colegas de trabalho. Manteve os mesmos salários absurdos de alguns médicos privilegiados.

 

Abriu caminho

Isso facilitou para que o secretário de Governo, Benedito Figueiredo, conseguisse emplacar Almeida Lima na Secretaria da Saúde, que tem um perfil de linha dura e organizado. O interesse maior de Bené em Almeida na Saúde é o seu apoio para a provável candidatura do filho Alexandre a deputado federal em 2018. A coluna divulgou isso com exclusividade em dezembro do ano passado.

 

Despedida melancólica

Ontem o assunto comentado nas rodas políticas foi o fato da secretária da Inclusão Social, Marta Leão, ter deixado cortar a energia elétrica do prédio às vésperas de deixar a pasta. A Energisa cortou na tarde da última terça-feira o fornecimento de energia, que já foi religada. O então prefeito João Alves (DEM) fez a mesma coisa às vésperas de deixar a prefeitura.

 

Matéria requentada 1

O diretor-presidente da Codise, Rosman Pereira, rebateu ontem a informação prestada pelo radialista Gilmar Carvalho, em seu programa Cidade Alerta, de que é um condenado da Justiça por ter recebido um cheque do Consórcio Aracaju quando trabalhava nele e depositado indevidamente na sua conta pessoal, em 2013. “Fui vítima e absolvido em segunda instância. Na época o Correio de Sergipe noticiou a matéria, recorri ao judiciário e o jornal foi condenado por danos morais”, afirma.

 

Matéria requentada 2

Segundo Rosman, essa matéria é requentada, direcionada por “fogo amigo”, por alguém que defende interesses escusos.  Avalia que isso só veio a tona agora por ser um técnico indicado pelo governador para assumir a Fundação de Saúde e alguém quer fazer com que JB mude de ideia sobre a sua nomeação.   

 

Na Dúvida

De um aliado do governador: “Em tempos de carnaval, Jackson Barreto pode ser comparado a um trio elétrico, arrastando todos por onde passa. Graças à sua experiência e poder de articulação, JB vem angariando apoios importantes, a exemplo de Laércio Oliveira. Quem está na dúvida se pula para o bloco governista é o prefeito de Ribeirópolis, Antônio Passos. Em entrevista ao radialista Luís Carlos, da Xodó FM, Passos declarou sobre uma possível aliança com o governador: “O tempo é que dirá. Tudo é possível”.

 

Posse

Onze vereadores prestigiaram ontem a posse do novo procurador-geral do município, Netônio Machado. São eles: o presidente da Câmara, Josenito Vitale (PSD), Antonio Bittencourt (PCdoB), Américo de Deus, Palhaço Soneca (PPS), Jason Neto (PDT), Evando Franca, Pastor Alves, Isac Silveira, Zezinho do Bugio, Anderson de Tuca e Thiaguinho Batalha (PMN).

 

Desabafo

Durante a solenidade de posse de Netônio, o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) reafirmou a dificuldade que está enfrentando para administrar a prefeitura mediante a dívida encontrada de R$ 530,8 milhões a curto prazo e o nível elevado de desorganização.

 

Veja essa...

Do ex-deputado federal João Fontes sobre a tuitada do senador Valadares (PSB) dizendo que tinha sido comunicado que o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, havia cancelado sua visita a Sergipe para anunciar apoio ao sertanejo e recursos emergenciais contra a seca por intransigência do governador Jackson Barreto: “Isso mostra que a oposição, ou seja, que  Valadares, o senador Eduardo Amorim e o deputado André Moura não têm prestigio. Quem tem prestigio é o governador”.

 

...e essa...

 

Disse ainda João Fontes: “Estamos no fundo do poço. O governo é ruim e a oposição uma tragédia”.

 

CURTAS

 

O governador Jackson Barreto e o secretário João Augusto Gama almoçaram ontem. Segundo uma fonte, o almoço teve o sabor de reconciliação.

 

Alguns aliados vibraram ontem com a reconciliação dos dois peemedebistas. Consideram Gama um quadro qualificado e que transita bem no governo.

 

Tão logo inicie os trabalhos legislativos de 2017 na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Gilmar Carvalho vai propor o título de cidadania sergipana ao procurador-geral de Justiça, Rony Almeida, e ao promotor Henrique Cardoso.

 

De acordo com Gilmar, a homenagem é um reconhecimento pelo trabalho que fazem, ao lado dos colegas, proporcionado a boa imagem do Ministério Público de Sergipe.

 

O senador Eduardo Amorim visitou ontem Campo do Brito.  Conversou com o prefeito eleito, Marcell Souza. Os dois conversaram sobre a ruim situação que Marcell encontrou a administração da cidade, principalmente, nas áreas da Educação e Saúde. O senador garantiu a priorização de emendas parlamentares para o município

 

 

 

Foto legenda - Gama

 

O secretário João Augusto Gama (Seplag) saiu com nota ontem dizendo que tem acompanhado pela imprensa e nas redes sociais informações relacionadas a uma suposta conversa dele com o governador Jackson Barreto sobre a escolha de Almeida Lima para comandar a Secretaria da Saúde. Garante que isso nunca aconteceu e reafirma que esse assunto jamais esteve presente em nenhuma pauta de conversa entre ele e JB.

“Nomeações e exonerações de cargos de confiança do governador é uma atribuição exclusiva do chefe do poder executivo estadual, não cabendo a mim, em nenhuma hipótese, dar palpites, sugestões e muito menos vetar quem quer que seja. Continuo sendo, como sempre fui, e serei, um amigo leal do governador Jackson Barreto e um colaborador da sua gestão, o que muito me honra”, frisou Gama.