"É preciso fazer mais que o dever de casa", diz Jackson ao empossar novos secretários

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 27/01/2017 às 00:48:00

A manhã desta quinta-feira, 26, foi marcada pela nomeação de novos gestores do Governo do Estado para assumir as pastas da Saúde, Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Inclusão, Fazenda, Turismo, Meio Ambiente e Esporte e Lazer. O governador Jackson Barreto reuniu todos para, além de empossá-los, pedir comprometimento, competência e criatividade no desempenho das funções, para ampliar o desenvolvimento de Sergipe.

“O que nós esperamos dos novos secretários é que, faltando dois anos para conclusão da gestão, haja competência e tempo integral. É preciso fazer mais que o dever de casa, ter criatividade e imaginação e não ser acomodado. A gente sergipana e as dificuldades exigem mais trabalho, afinco e competência. Não é fácil governar em momento de dificuldade financeira. Quando se administra com dinheiro é fácil, tudo se resolve. E o que queremos não é secretário reclamando com o governador e dizendo que a situação está difícil, e sim afirmando que vai trabalhar e tirar leite de pedra. Secretário bom é o que tem eficiência, o compromisso com o povo sergipano vale mais do que o compromisso comigo”, destacou o governador durante a solenidade.

Com a mudança de secretariado, Almeida Lima assume a Secretaria da Saúde (SES), Josué Modesto dos Passos Subrinho fica responsável pelas Finanças (Sefaz), José Augusto Pereira lidera a pasta de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedetec), José Macedo Sobral tem a atribuição de gerir a Secretaria da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e Direitos Humanos (Seidh), Fábio Henrique Santana está incumbido do Turismo (Setur), Antônio Hora Filho do Esporte e Lazer (Seel), e Francisco Dantas assume a Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).

O governador teceu comentário sobre os novos gestores e apontou as necessidades das diferentes áreas de atuação. “Na verdade, foi uma reforma na metade do secretariado. Na Sedetec, temos José Augusto, que tem muito a contribuir conosco, principalmente quando se discute novas tecnologias. É preciso agilizarmos o setor no sentido de captar mais empregos para Sergipe e equilibrar a oferta para a população. Na Fazenda, há Josué Modesto, que dispensa comentários pela sua competência, capacidade e formação. Foi um grande ganho para o governo e Sergipe. No Esporte, temos Hora, que é o homem certo no lugar certo. Precisamos fazer da prática esportiva um instrumento de inclusão social e ampliar as atividades da secretaria. Almeida Lima tem experiência, capacidade e versatilidade para circular em Brasília. Ele tem tarefa muito grande: cuidar da saúde, que é a mais importante e sagrada incumbência. Chico Dantas vai para a Adema e tenho certeza que dará andamento ao trabalho. É uma pessoa que tem capacidade e competência para isso. No caso de Zezinho Sobral, ele já tem experiência no governo e tem sido bom gestor. Sua missão é muito grande e precisamos não só deixar a marca da Seidh, como ampliar o trabalho da inclusão”.

Novo aliado - O deputado federal Laércio Oliveira compareceu ao evento e, na oportunidade, o governador agradeceu o apoio dele. “Estamos fazendo o trabalho que nosso estado precisa, de parceria. Necessitamos de parceria com pessoas e deputados de bem, com gente que ama Sergipe e que não leva a vida a criar dificuldades para melhorarmos a vida do povo sergipano. Muito obrigado por estar aqui ao nosso lado, Laércio. Sentimo-nos honrados com sua presença. Esse é o lado daqueles que têm Sergipe no coração e compromisso com o estado. Seja bem-vindo pela sua história, sua vida, pela forma que se conduz na vida pública. Nosso agrupamento fica honrado em tê-lo conosco”, destacou Jackson.

Laércio Oliveira respondeu afirmando que chega ao lado da gestão estadual para somar e contribuir, fazendo uso da experiência de trabalho acumulada com o passar dos anos. “A ideia é tentar servir num ambiente mais amplo, com perspectiva para melhorar a condição de vida da população como um todo, através das ações nas áreas de Inclusão, Investimento e Desenvolvimento”.

Além do anúncio das mudanças em sete pastas estaduais, nesta quinta Jackson Barreto afirmou que o então diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), Rosman Pereira, assumirá, em março, a presidência da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). “Neste momento, são oito secretarias que foram renovadas e oxigenadas com mudanças que estamos fazendo. Queremos trazer pessoas que possam contribuir cada vez mais para trabalhar pela gestão e melhorar prestação de serviços para comunidade”, ressaltou o governador.

Outra novidade comentada por Jackson diz respeito a Heleno Silva, que irá atuar no escritório de Sergipe em Brasília. Com relação a isso, Heleno disse que é uma tarefa importante, e que representar o estado na capital federal é poder acompanhar os projetos, demandas e necessidades sergipanos junto ao executivo federal, além ser um apoio aos prefeitos que seguem para Brasília em busca de auxílio. “Recebo com muita alegria essa função e, por determinação do governador, seremos um apoio aos gestores municipais, que muitas vezes viajam e precisam de um escritório, de um deslocamento para agilizar seus projetos no âmbito municipal”.

 

Novos secretários estão confiantes

Na composição da Secretaria de Saúde, Almeida Lima disse que na gestão da pasta será prioridade criar meios que garantam a efetivação dos serviços para a população. Ele também destacou que utilizará os recursos existentes da forma mais eficiente possível, de modo a contribuir mais com a área da saúde. “Agradeço a Jackson Barreto por me delegar o cumprimento da missão de administrar assuntos da saúde do Governo de Sergipe. Sei que os problemas são enormes, mas não serão superiores a nossa determinação e a capacidade humana”.

O novo secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, José Augusto, afirmou que o desafio é trazer empresas, crescimento e desenvolvimento para Sergipe. “Ontem conversei com o governador e vi o que ele espera: muito trabalho, dedicação e junção de equipes. E eu, que trabalhei toda a vida na infraestrutura de engenharia, espero poder trazer essa contribuição. Estava devendo isso para Sergipe”, disse.

Para Zezinho Sobral, o objetivo é formar um grande exército em prol do fortalecimento dos cuidados às pessoas. Ele afirmou que a prioridade da Seidh é a atenção às mulheres. “Essa é, com certeza, a missão mais difícil que o governador me confiou. Cuidar das mulheres exige mais esforço, determinação, cuidado, carinho e trabalho”, contou. O gestor ainda acrescentou que é preciso usar todos os mecanismos conhecidos de gestão para poder atuar de forma qualificada. “Enfim, a ideia é fazer o diferencial e cumprir as metas do governador Jackson Barreto. Espero corresponder à expectativa”.

Fábio Henrique acredita que é preciso dar destaque há duas vertentes importantes da Secretaria de Turismo: aumento do fluxo de visitantes no estado e a implementação do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur).

Na área de Esporte, a proposta do secretário Antônio Hora é captar recursos do Governo Federal para desenvolver projetos que possam promover e estimular a prática esportiva no estado.

Com relação a área de Meio Ambiente, o novo diretor presidente da Adema, Francisco Dantas, disse que é necessário casar o desenvolvimento econômico com a garantia de um ambiente saudável.