SSP e entidades discutem assaltos a postos de saúde

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/01/2017 às 00:00:00

Os recentes assaltos ocorridos em postos de saúde e clínicas da capital foram tema de uma reunião ocorrida ontem à tarde entre o secretário de Segurança Pública, João Batista Santos Júnior, o delegado-geral da Polícia Civil, Alessandro Vieira, o secretário Municipal da Saúde, André Sotero e representantes de associações e sindicatos de médicos, enfermeiros e odontólogos. Os profissionais relataram os últimos casos ocorridos e reivindicaram medidas para conter os assaltos e ameaças contra os profissionais e pacientes.

Durante a reunião, Batista explicou o trabalho realizado diariamente pelas polícias, citando entre as medidas o aumento do policiamento no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), que teve como consequência uma diminuição significativa nos casos de roubos e assaltos no perímetro do hospital. Sobre crimes cometidos nos postos de saúde, o secretário sinalizou o apoio da Delegacia de Roubos e Furtos (Derof) para investigar crimes que ocorram nestes estabelecimentos.

O delegado-geral recomendou o aumento da guarda ostensiva nos postos de saúde e hospitais. Segundo ele a sensação de segurança será fortalecida, tanto dentro das unidades quanto nas proximidades dos locais, enquanto o trabalho de investigação da Policia Civil garantirá a identificação dos criminosos que atuam especificamente neste tipo de crime. Ficou definida ainda uma futura reunião dos secretários com a diretoria da Guarda Municipal e o comando da Policia Militar, para definir um plano conjunto de segurança nas unidades municipais de saúde. (com SSP)