Bandidos arrombam posto e estragam vacinas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto


Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 01/02/2017 às 00:14:00

A Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju (SMS) denuncia que um terceiro posto de saúde da sua rede foi alvo de bandidos neste ano. Desta vez, foi a Unidade de Saúde da Família (USF) Joaldo Barbosa, no bairro América (zona oeste), que foi arrombada na madrugada de ontem. Os desconhecidos reviraram completamente a unidade e provocaram um estrago nas vacinas que são normalmente distribuídas à população. O expediente não chegou a ser suspenso pela manhã, quando o posto foi visitado pelo secretário de Saúde, André Sotero.

De acordo com a diretora de Atenção à Saúde, Guadalupe Ferreira, a invasão foi percebida pelas funcionárias que chegavam para abrir o posto, pouco antes das 7h. “Os criminosos entraram pela área de ventilação, reviraram os consultórios, arrombaram um armário e a porta da copa de onde furtaram uma sanduicheira. Eles também levaram um ventilador do arquivo e invadiram a sala de vacinação deixando o refrigerador aberto, o que ocasionou o estrago de todas as vacinas que estavam armazenadas”, relatou. As vacinas acabaram inutilizadas e precisaram ser descartadas, porque foram retiradas da temperatura ambiente necessária, ou seja, entre 4°C e 8°C.

Os criminosos ainda retorceram a porta de um armário dos funcionários e quebraram as fechaduras de algumas salas. Para a diretora, o maior prejuízo desses arrombamentos é para a população. “Infelizmente hoje nós tivemos que suspender a vacinação na Joaldo Barbosa e com isso os usuários é que ficam prejudicados. Mas já estamos tomando todas as providências necessárias para que esse estoque seja reposto o mais rápido possível e, desta forma, a gente volte a atender a demanda de vacinas da comunidade do bairro América”, informou Guadalupe.

Conforme a SMS, esta é a segunda USF que sofre a ação de vândalos somente esta semana. A primeira foi a Onésimo Pinto, no Jardim Centenário (zona oeste), invadida nesta segunda-feira pela terceira vez este ano. No local, os invasores desligaram a energia elétrica, o que também provocou o estrago de todas as vacinas que estavam guardadas em uma geladeira. Dali, os bandidos roubaram um aparelho de televisão, uma balança e um compressor.

Um terceiro caso, mais violento, foi em 9 de janeiro, quando dois marginais armados assaltaram os funcionários da USF José Machado de Souza, no Santos Dumont (zona norte), levando vários pertences e o carro de uma enfermeira. Na ocasião, um dos bandidos disparou dois tiros e um deles passou de raspão pelo pé de um médico. O carro da enfermeira foi recuperado no dia seguinte pela Polícia Militar e pelo menos dois suspeitos do crime já foram presos.

A SMS já estuda uma série de medidas para tentar coibir esse tipo de invasão nas Unidades de Saúde de Aracaju. "Na semana passada estive reunido com o secretário de Segurança Pública, João Batista, e já estou agendando um encontro também com a Guarda Municipal, porque no meu entendimento nós precisamos de uma ação conjunta para tentar reverter essa situação. Paralelamente, a SMS já estuda a possibilidade de fazer algumas reformas nas Unidades e instalar câmeras de segurança, mas obviamente tudo isso depende de verba", afirma Sotero.

O secretário ressaltou ainda que esses arrombamentos precisam ser investigados para que os autores dessas ações sejam punidos. “Já temos o registro de vários postos sofrendo com esse tipo de crime e com as mesmas características, a exemplo do Onésimo Pinto e Joaldo Barbosa. Outras unidades da Prefeitura também foram invadidas, como a Funcaju, o Mirante da 13 de Julho e o Arquivo da SMS. É uma estranha coincidência que precisa ser investigada pela Secretaria de Segurança Pública”, apelou.