Homicídios caíram 18% em janeiro, diz SSP

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/02/2017 às 00:21:00

Em coletiva realizada ontem, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou dados sobre crimes de homicídio praticados no mês de janeiro em todo o Estado. Em comparação ao mesmo período do ano anterior, os números revelam uma redução de 18%. Foram 117 casos contabilizados ano passado e 96 no mesmo período deste ano. Os dados são da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da SSP (Ceacrim).

Se for considerado os números de homicídios dolosos na região metropolitana de Aracaju, que abrange os municípios de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros, Riachuelo, Laranjeiras, Itaporanga, Santo Amaro das Brotas e Maruim, em comparação ao mesmo período do ano passado, a redução é ainda maior: 23%. Foram 53 homicídios dolosos em janeiro deste ano, contra 69 registrados no mesmo período de 2016.

O número é resultado de um trabalho integrado e estratégico em que são alocados os recursos da segurança pública em setores onde há maiores incidências de atividade criminal, as conhecidas manchas criminais. De acordo com o secretário João Batista Santos Júnior, já era perceptível uma baixa nos últimos três meses, é o que revela o Secretário. “Mesmo vindo de um ano difícil que foi 2016, o crescimento desses números pode vir a ser uma tendência em relação à baixa da faixa de homicídios”, avaliou.

Um exemplo disso foi a pacificação no bairro Santa Maria, na zona de expansão de Aracaju, que de acordo com o comandante da Polícia Militar, coronel Marcony Cabral, foi um resultado excelente. Na visão do coronel, “a polícia está trabalhando e buscando atingir a tranquilidade da população e mesmo em períodos de crise foi possível atingir um objetivo, sempre buscando atender as demandas da população.”

Já sobre os registros de homicídios no interior do Estado, os dados da Ceacrim apontam também uma queda de 10%. Foram 43 homicídios dolosos em janeiro deste ano, contra 48 registrados no mesmo período de 2016. A visão do comandante geral sobre este dado é de que “foram vidas essenciais para a Segurança Pública, e mesmo com esse número ainda abaixo do previsto ainda sim pode-se dizer que o trabalho está no caminho certo.”

 

Destaques – Em relação ao registro de homicídios no mês de janeiro de 2017, em comparação ao mesmo período do ano passado, destacam-se os municípios do interior de Sergipe. De acordo com os dados do diretor da Ceacrim, Sidney Santos Teles, “a redução de homicídios que mais excederam as expectativas foram contabilizadas nos municípios de Itaporanga, São Cristóvão e Itabaiana, onde os índices de redução chegaram à marca de 50% em Itabaiana, 64% em São Cristóvão e 66% em Itaporanga”. Esses percentuais têm como base os dados de janeiro do ano passado e nos dados finalizados em janeiro deste ano, derivado do trabalho integrado - fundamental para chegar a um número suficiente que signifique o esforço das polícias.

Ainda no balanço da Ceacrim, houve também redução nos casos de homicídios dolosos quando comparados ao mês de dezembro de 2016. Só na região metropolitana, a diminuição corresponde a 18%. Foram contabilizados 53 homicídios dolosos em janeiro, contra 65 em dezembro. Neste comparativo, os municípios de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro se destacam como as maiores quedas de registros de crimes de homicídios dolosos.

Na capital, a queda representa 20%. Foram 28 registros de homicídio em janeiro, contra 35 em dezembro. Já em Socorro a redução foi de 35,7%, com 09 registros de homicídio em janeiro, contra 14 em dezembro. Quando comparados os meses de janeiro de 2017 e dezembro de 2016 em todo o Estado, constata-se também uma leve redução de 8,6% nos registros de homicídios dolosos. Foram 105 casos em dezembro e 96 em janeiro.

-