Bandidos roubam pistola de policial em ônibus

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 08/02/2017 às 00:36:00

Gabriel Damásio

 

Um soldado da Polícia Militar teve a sua pistola calibre ponto 40 roubada depois de lutar contra dois assaltantes dentro de um ônibus da empresa Atalaia Transportes, que fazia a linha João Alves/Orlando Dantas. O incidente aconteceu por volta das 14h de ontem na Avenida Nova Saneamento, bairro Pereira Lobo (zona oeste). Segundo informações, o militar é lotado no setor de Relações Públicas da corporação, mas está atualmente cedido ao Grupo de Escolta Penitenciária comandado pela Secretaria Estadual de Justiça (Sejuc). Ele teve apenas escoriações leves.

O tenente-coronel Paulo César Paiva, chefe do PM-5, relatou que o soldado estava à paisana, saindo do serviço, e o ônibus passava por uma loja de informática, no sentido do Centro, quando a dupla anunciou o assalto e começou a exigir dinheiro e pertences do cobrador e os passageiros do coletivo. O policial se levantou e sacou a pistola, dando voz de prisão, mas acabou agarrado por um dos criminosos, que tentou tomar-lhe a arma. Houve então uma luta corporal e o segundo ladrão entrou na briga para ajudar o comparsa. Os três caíram e um tiro chegou a ser disparado por acidente, no momento em que o PM e os bandidos caíram no chão. Ninguém foi atingido pelo disparo, que perfurou a lataria do ônibus.

Paiva confirmou ainda que os ladrões e o policial rolaram para fora do ônibus e continuaram a luta, até que a dupla conseguiu tomar a arma e fugir correndo. Esse detalhe também foi contado pelo próprio soldado, em gravação que circulou nas redes sociais.  “Nós três caímos foi ‘bolando’ do ônibus (sic), brigando. Foi uma ‘bagaçada’. Eles conseguiram me dominar, arrancaram a arma de mim e mandaram eu ‘vazar’ (sic). A sorte é que eu não tomei um tiro, graças a Deus. Eu não vi pra que lado eles correram”, afirmou ele.

A PM não soube informar se o assalto foi ou não gravado pelo circuito interno de TV do coletivo. No entanto, as descrições do policial e de testemunhas apontam que os dois bandidos são altos, aparentam ser maiores de idade e usavam calças, bonés, óculos e fitas com cores verde, vermelha e amarela. Um deles é de cor negra e o outro é moreno, com o desenho de uma folha de maconha tatuado no pulso. Várias equipes da PM fizeram rondas pela região do Pereira Lobo e bairros vizinhos, mas não encontraram os assaltantes até o fechamento desta edição. O policial assaltado foi atendido pelos próprios colegas, passa bem e não chegou a ser levado a um hospital. O caso será investigado pela Delegacia de Repressão aos Roubos a Ônibus (DRRO).