Operação do Cope tem três mortos e três presos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 12/02/2017 às 06:58:00

Gabriel Damásio

 

A Polícia Civil deflagrou na noite desta sexta-feira uma operação para prender integrantes de uma quadrilha responsável por assaltos a mão armada em vários bairros da Grande Aracaju. Agentes do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) fizeram buscas no Loteamento Pau Ferro, bairro Santos Dumont (zona norte), e cercaram seis acusados de envolvimento com o grupo investigado. Segundo informações preliminares, eles estavam em uma casa alugada que era usada como ponto de encontro para planejamento e execução dos crimes. Um tiroteio se seguiu ao cerco, pois os suspeitos reagiram à abordagem dos policiais.

No confronto, três dos acusados foram baleados e morreram enquanto eram levados ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Até o fechamento desta edição, seus corpos permaneciam sem identificação no Instituto Médico Legal (IML). Os outros três foram presos após se renderem e não tiveram seus nomes divulgados. Fontes policiais informaram que dois dos mortos eram moradores da Atalaia Nova, na Barra dos Coqueiros (Grande Aracaju), e que entre os crimes atribuídos ao grupo está o assalto à casa de uma família do bairro Mosqueiro, na quinta-feira passada. Na ocasião, os bandidos espancaram os moradores e levaram o carro deles.

A operação do Cope foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), que marcou uma coletiva de imprensa para às 10h desta segunda-feira, quando as investigações contra a quadrilha serão detalhadas. A assessoria do órgão adiantou que o grupo investigado também participou de crimes como homicídio e tráfico de drogas. Também serão exibidas as armas, drogas e vários produtos roubados que foram achados na casa onde aconteceu o confronto.

 

Mais mortes – Além dos três mortos durante a operação do Cope no Pau Ferro, outras seis mortes violentas foram registradas entre a noite de sexta e a manhã de sábado pelo IML. O caso que mais chamou atenção foi um duplo homicídio ocorrido no povoado Ladeirinha, em Japoatã (Baixo São Francisco). Jânio Clésio Rodrigues Silva, 21 anos, e o tio dele, Coaraci Bispo Rodrigues, 46, tiveram seus corpos achados no quintal da casa deles, com algumas marcas de tiros. A descoberta foi de policiais militares enviados ao povoado depois que moradores denunciaram ter ouvido o som de tiros nas redondezas, Segundo testemunhas, os autores dos disparos estavam em um carro prata que também foi visto rondando o povoado. Os detalhes do crime são investigados pela Delegacia de Japoatã.

Ainda no interior, uma mulher foi assassinada a tiros em Riachuelo (Vale do Cotinguiba), por volta das 7h de sábado. Testemunhas relataram que ela passava por uma rua ao lado do Mercado Municipal, quando foi surpreendida pelos tiros disparados por um homem que provavelmente a seguia e fugiu a pé depois de executá-la. A Delegacia de Riachuelo começou a investigar e ainda não tinha pistas concretas sobre o crime.

E na capital, por volta das 21h de sexta, desconhecidos mataram o adolescente Samuel José da Silva, 16 anos, em uma rua próxima ao posto de saúde do bairro Coqueiral. De acordo com as informações apuradas pela polícia, o rapaz estava sentado na porta de casa e comia um pedaço de bolo, quando um homem se aproximou e acertou-lhe três tiros nas costas, fugindo em seguida. O caso será apurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).