Homens mortos a tiros são achados em porta-malas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/02/2017 às 05:52:00

Dois homens foram assassinados a tiros por volta das 22h30 de anteontem no Loteamento Manoel Preto, Bairro Industrial (zona norte da capital). Os corpos foram encontrados em uma pista de terra da Rua Engenho Velho, junto à entrada de um sítio e colocados dentro do porta-malas de um carro Nissan Tiida prata com placas IAM-9270/SE. O crime foi denunciado depois que moradores de ruas próximas ligaram para a Polícia Militar e informaram ter ouvido o som de tiros.

Soldados do 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) fizeram uma patrulha na região e desconfiaram de um carro que estava parado no meio da rua, em atitude suspeita. Os militares constataram que os corpos estavam trancados no fundo do carro, como se estivessem sentados um de frente para o outro. Segundo a polícia, cada cadáver tinha cerca de cinco marcas de tiros, principalmente no pescoço e na cabeça, indicando que as vítimas teriam sido executadas à queima-roupa. Há a suspeita de que os rapazes tenham sido tomados como reféns antes de morrerem.

O veículo abandonado, que não tem nenhuma restrição de roubo ou furto, foi apreendido pela Polícia Civil e passou por uma detalhada perícia do Instituto de Criminalística. Os peritos criminais também examinaram o local do crime em busca de pistas dos assassinos. Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico-Legal (IML) e, até o fechamento desta edição, apenas um deles foi oficialmente identificado: Aurélio Tavares Neto, 35 anos. O caso é investigado pelas equipes dos delegados André Gouveia e Luiz Carlos Xavier, da 2ª Divisão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). (Gabriel Damásio)