“Banese 2.0 – Superação” reúne todos os baneseanos no TTB

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/02/2017 às 00:24:00

O Banco do Estado de Sergipe realizou no último sábado, 18, a segunda edição do evento “Banese 2.0”, que teve como tema “Superação”. O evento foi promovido no Teatro Tobias Barreto (TTB), em Aracaju, e contou com a presença de mais de mil funcionários das mais diversas unidades da instituição, da capital e do interior.

Valores como superação, inovação, motivação e trabalho em equipe foram alguns dos temas tratados durante o evento, que acontece no momento em que o banco segue novo direcionamento para tornar-se “cada dia mais moderno, ágil, tecnológico, sustentável, sólido e competitivo”, de acordo com o Planejamento Estratégico da instituição para o período 2015-2020.

O “Banese 2.0 – Superação” foi aberto pelo presidente do banco, Fernando Mota. Segundo ele, o Banese superou obstáculos, nos últimos anos, e é uma empresa de peso na economia estadual. “Graças ao esforço, dedicação e comprometimento de vocês, baneseanos, e à confiança dos nossos clientes e acionistas, o Banese conseguiu desenvolver uma série de projetos importantes, em 2016, e temos fé e esperança de que teremos um 2017 ainda melhor”, disse o presidente no pronunciamento de abertura do evento.

 

Abraço coletivo - O encontro dos funcionários do Banese foi marcado por palestras, homenagens, e a entrega de troféus de Honra ao Mérito para as equipes das agências que mais se destacaram pelo cumprimento e superação das metas da instituição em 2016. O consultor e escritor Fábio Azevedo realizou dinâmicas de animação com a platéia e conseguiu, numa delas, a proeza de juntar num grande abraço coletivo todo o público que lotava o auditório do TTB.

Entre os palestrantes, o diretor de Gestão Estratégica e Controladoria do Banese, Helom Oliveira, falou sobre os projetos que estão sendo implantados pelo banco, dentro do Planejamento Estratégico da instituição para o período 2015/2020. “Esses projetos que estão sendo entregues pelo banco vão garantir a sustentabilidade da empresa e a perenidade do Banese no mercado”, disse o diretor.

 

Superação - E para falar sobre o tema superação, o convidado especial foi o explorador, escritor e empreendedor de expedições marítimas, Amyr Klink, que em 1984 realizou a primeira travessia solitária do Atlântico Sul a remo, da Namíbia, na África, até a praia de Itacimirim, na Bahia, e já comandou 22 expedições para a Antártica em barcos projetados e construídos no Brasil.

Paulista, Amyr Klink é economista e filho de pai libanês e mãe sueca. Ele foi aplaudido de pé pelo público do Banese ao concluir a palestra em que contou vários episódios das suas viagens e falou da sua trajetória de vida e da experiência de “fazer diferente”. No final da sua exposição, ele aconselhou: “Façam bem feito tudo aquilo que vocês se propõem a fazer, e ficarão realizados”.

 

Presenças - Também participaram do evento os diretores do Banese, Renato Dantas e José Marcelino Andrade, além da presidente da Caixa de Assistência dos Empregados do Banese (Casse), Avilete Ramalho, a presidente do Banese Card, Lívia Meireles, o superintendente do Instituto Banese de Seguridade Social (Sergus), Hércules Silva Daltro, e o diretor Administrativo do Instituto Banese, Francisco Santos, entre outros executivos da instituição.

Segundo o superintendente de Gestão Estratégica, Luciano Passos, o “Banese 2.0 - Superação” foi um sucesso. “O evento foi um momento único para criarmos uma sinergia dos funcionários com a estratégia da empresa, aproximando as equipes em busca de melhorar a eficiência, prioridade e foco, promovendo um alinhamento com a proposta de valor para o alcance dos objetivos”, ressaltou.