Inscritos no Processo Seletivo para Ensino em Tempo Integral superam expectativas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/02/2017 às 00:27:00

Profissionais da Educação aprovaram a proposta da Escola de Tempo Integral e responderam positivamente ao chamamento da Secretaria de Estado da Educação. Foram 1.042 inscritos concorrendo às 251 vagas para professores e gestores escolares da Rede Pública Estadual que aderiram ao Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral.

A partir do primeiro semestre do ano letivo 2017, mais 15 escolas da Rede Pública Estadual de Ensino já ofertarão o Ensino Médio em Tempo Integral aos seus alunos. Para selecionar os profissionais que trabalharão nestas unidades de ensino, o Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), abriu dois editais, sendo um deles destinado para a função de professor de educação básica (Edital Nº 05/2017), e o outro para as funções de gestão escolar (Edital Nº 06/2017).

Encerradas na terça-feira, 21, as inscrições para estes dois Processos Seletivos Simplificados (PSS) tiveram 1.042 candidatos, todos eles professores de educação básica integrantes efetivos do Magistério da Rede Pública Estadual de Sergipe, condição necessária para que estes profissionais possam estar concorrendo às 251 vagas que foram disponibilizadas, e também ao cadastro reserva.

“Os professores e demais profissionais da Educação aprovaram a proposta da Escola de Tempo Integral e responderam positivamente ao chamamento da Secretaria de Estado da Educação. Foram mais de mil inscrições para disputar as vagas existentes nas 15 novas escolas de tempo integral que começam a funcionar ainda neste primeiro semestre”, destaca o secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho do Nascimento.

De acordo com os editais publicados pela Seed, são 187 vagas para a função de professor de educação básica, e outras 64 vagas para as funções de gestor escolar, secretário escolar, coordenação pedagógica e coordenação administrativa e financeira, mais o cadastro reserva para todas estas funções.

“Um detalhe importante desta seleção é que, diferente das demais escolas estaduais de ensino médio, os secretários escolares que atuarão nos Centros Experimentais de Ensino Médio (CEEM), unidades de ensino da Rede Pública Estadual que ofertarão o ensino médio em tempo integral, deverão possuir licenciatura plena ou graduação em pedagogia”, ressalta a coordenadora geral do Programa Estadual de Educação Integral, Franci Alves.

Tempo integral - Segundo o secretário Jorge Carvalho, ao cumprir as legislações federal (PNE) e estadual (PEE), o Governo de Sergipe está ampliando consideravelmente a oferta de vagas no ensino médio integral, e saltará de uma matrícula de 3% (1.825) nessa modalidade de ensino em 2016, para 42% (25.969) até o ano de 2021.

Para tanto, a Seed está instituiu o Programa de Educação em Tempo Integral, e conseguiu aprovar a inclusão de 37 escolas estaduais no Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral, criado pelo governo federal por meio da Medida Provisória Nº 746, de 22 de setembro de 2016, a qual autoriza a necessidade de reestruturar as normas de funcionamento dos Centros Experimentais de Ensino Médio.