Greve dos garis deve deixar Aracaju mais suja ainda durante o carnaval

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/02/2017 às 00:59:00

Milton Alves Júnior

A Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) suspendeu o diálogo que vinha promovendo junto à direção do Sindicato dos Empregados da Limpeza Pública e Comercial de Sergipe (Sindelimp), na perspectiva de firmar acordo e contribuir para o fim da greve que se arrasta desde o início desta semana. Sem obter sucesso no pleito, a Prefeitura de Aracaju aguarda pelo resultado da audiência pública que será realizada nesta manhã na sede do Ministério Público Estadual entre sindicalistas e representantes da Empresa Estre/Cavo. Caso o diálogo não resulte em progressos, o carnaval na capital sergipana contará com cerca de 500 profissionais a menos atuando nos bairros.

Isso ocorre diante das conversas realizadas anteriormente entre gestores da Emsurb e Sindelimp. A situação poderia ser ainda pior já que a Constituição Federal, por entender que trata-se de um serviço essencial, exige efetivo mínimo de 30%. Em debate com a PMA os sindicalistas decidiram aumentar essa porcentagem para 50%, mesmo assim, visivelmente insuficiente para recolher todas as toneladas de descarte domiciliar e comercial geradas todos os dias. Com o aumento natural na produção do lixo devido aos eventos carnavalescos, o problema deve ser intensificado a depender do diálogo junto aos promotores de justiça.

Para o assessor de comunicação da Emsurb, Augusto Aranha, foi preciso suspender de forma temporária as conversas e permitir que o progresso para o fim da greve obtivesse uma oxigenação com a participação, também, dos gestores da Cavo. Assim que a audiência for concluída, o órgão municipal responsável pela contratação da Estre deve agendar novas rodadas de debate com o sindicato. Esse encontro, se acontecer, deve ser agendado apenas depois da quarta-feira de cinzas, 01 de março. A Emsurb disse torcer para que o novo encontro não seja necessário.

Audiência - O Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT20) realizará nesta sexta-feira, 24, uma audiência de tentativa de conciliação entre a empresa Cavo e os agentes de limpeza de Aracaju, representados pelo Sindicato dos Agentes de Limpeza de Sergipe (Sindilimp/SE).

A audiência, que será presidida pelo desembargador presidente do TRT20, Thenisson Santana Dória, terá a participação de representantes do Ministério Público do Trabalho de Sergipe (MPT/SE), e vai acontecer às 11 horas, no Pleno do Tribunal, localizado no 1º andar do Edifício-Sede.