Tribunal vai ajudar a FHS a combater desperdício e otimizar gastos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/02/2017 às 00:02:00

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) irá contribuir para que a Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) reorganize sua estrutura organizacional e destine os recursos que lhe são repassados da forma mais correta possível. Assim assegurou o conselheiro-presidente Clóvis Barbosa de Melo ao receber ontem o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima.

Na visita, o secretário apresentou o conteúdo de duas resoluções aprovadas pelo conselho curador da FHS com medidas que serão adotadas visando conter despesas e reordenar a administração. Uma delas prevê o enxugamento na estrutura organizacional da Fundação, "diminuindo um número bem razoável de cargos em comissão, fazendo com que a gente passe a realizar um gasto do recurso público de forma otimizada", explicou Almeida Lima.

A outra resolução irá culminar no estabelecimento de uma auditoria na folha de pessoal da FHS, além de "ver também o número de funcionários terceirizados nas áreas de segurança, limpeza, serviços gerais e administrativos para melhor quantificar de acordo com as necessidades reais", acrescentou o secretário.

O encontro com o presidente do TCE teve o intuito de solicitar o apoio de pessoal qualificado para promover esse estudo no mais breve espaço de tempo. Ao assegurar a colaboração do Tribunal, o conselheiro enalteceu a iniciativa. 

"Entendo que são ações de suma importância para começar a resolver os problemas da Fundação, como esse débito astronômico com fornecedores; o que o Tribunal quer é que essas medidas saneadoras sejam feitas e que a fundação preste um relevante serviço para a sociedade", concluiu.