Vigilante é baleado, mas fere assaltante em fórum

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 24/02/2017 às 00:03:00

Gabriel Damásio

 

Uma tentativa de assalto ocorrida às 6h30 de ontem terminou com dois feridos a bala no estacionamento do Fórum Ministro Armando Leite Rollemberg, no bairro 18 do Forte (zona norte de Aracaju). Um homem tentou tomar a arma do vigilante que trabalhava no local, mas ele reagiu e começou uma troca de tiros com o bandido. O vigilante Gildo Santana Santos, 44 anos, funcionário de uma empresa terceirizada, levou três disparos, sendo um no ombro, um no braço e um de raspão na cabeça. Já o assaltante, identificado como Leilson Carlos Santos Neto, 24, foi preso duas horas depois, enquanto era atendido no Hospital Primavera, no Jardins (zona sul), também ferido com dois tiros.

O crime aconteceu na guarita dos fundos do fórum, onde funcionam os Fóruns Integrados II do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE). Gildo encerrava o plantão noturno e fazia a troca de turno com um colega. Era o início do expediente e os servidores do fórum começavam a chegar. No momento em que o vigilante abria o portão do estacionamento, Leilson chegou de surpresa, descendo de um carro VW Gol vermelho, anunciou o assalto e exigiu que o vigilante lhe entregasse o revólver. Gildo agarrou o assaltante pelo braço e tentou tomar-lhe o outro revólver.

 Na luta que se seguiu, Leilson disparou a arma e feriu o segurança. No entanto, a vítima também atirou e acertou a mão do oponente. Mesmo ferido, ele conseguiu escapar, deixando cair a arma e um telefone celular. Gildo foi socorrido pelos colegas, que chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), cuja ambulância levou-o ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Segundo a assessoria do hospital, o vigilante foi operado para a retirada de uma bala alojada na clavícula, mas reagiu bem ao tratamento e não corre risco de morte. O estado de saúde é considerado bom.

Policiais militares de várias unidades chegaram rápido ao Fórum e identificaram Leilson a partir do celular caído no chão. Durante as buscas que se seguiram pelas ruas da zona norte e pelos hospitais e pronto-socorros da capital, a polícia foi chamada por funcionários do Hospital Primavera, que desconfiaram de um paciente que teria dado entrada em sua emergência com documentos falsos. A equipe do tenente-coronel Vivaldy Cabral, comandante de Policiamento da Capital, foi ao Primavera por volta das 8h30 e confirmou a identificação de Leilson, a partir de uma consulta criminal. Descobriu-se que o acusado, para ser internado, apresentou os documentos do plano de saúde de um dos irmãos.

O autor do crime foi transferido para o Huse e recebeu alta ao fim da manhã, sendo levado para a sede da Delegacia de Roubos e Furtos (Derof). Além de responder pela tentativa de assalto e por ferir o vigilante, Leilson foi autuado em flagrante por falsidade ideológica, por ter se passado pelo irmão ao ser atendido no Primavera. De acordo com a polícia, ele é suspeito de outra tentativa de assalto na noite de anteontem, contra o vigilante de uma empresa no bairro Santos Dumont (zona norte). E já foi processado pelo assalto ocorrido em março de 2016, quando ele e um comparsa foram presos em flagrante após o roubo do revólver e do colete de um vigilante da Defensoria Pública do Estado, no centro da capital. 

O caso continua sendo investigado pela Derof, que quer identificar o comparsa que estaria dando cobertura a Leilson. O expediente dos Fóruns Integrados II, unidade que reúne duas varas cíveis e dois juizados especiais da Comarca de Aracaju, não foi suspenso e todas as audiências marcadas para o dia aconteceram normalmente.