‘Operação Carnaval’ tem 27 presos no interior

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 24/02/2017 às 00:05:00

A Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci), deflagrou ontem a “Operação Carnaval”, em nove municípios do interior do Estado. A ação visou intensificar o cumprimento dos mandados de prisão de crimes relacionados a roubos, tráfico de drogas, latrocínios e homicídios. Ao todo, 27 pessoas foram presas e um adolescente foi apreendido, além de cinco armas de fogo e drogas apreendidas.

Durante a operação em Lagarto, o indivíduo identificado como Alan Souza Paixão, o “Alan de Tuca”, 32 anos, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas, reagiu à ordem de prisão dada pelos policiais, provocou um tiroteio e morreu baleado. O suspeito já havia sido preso pelo mesmo crime em 2010. Com ele foi apreendida uma pistola calibre 9 milímetros, além de vasta munição do mesmo calibre.

Em Cedro de São João, quatro pessoas foram presas, sendo três por tráfico de drogas e um por posse. Em Ribeirópolis, foi preso José Tiago dos Santos, 26, por tráfico de drogas e armas. Com ele, foram apreendidos um revólver calibre 38 com seis munições, três armas brancas, além de dinheiro em espécie de quatro nacionalidades diferentes: R$ 636,00, 10 euros, 56 dólares e 19 mil pesos chilenos.

Em Itabaiana, foi preso Cristiano de Menezes Oliveira, 26, acusado de praticar assaltos na região. Em Malhador, foi preso Éder da Silva Santos, 35, pelo crime de roubo majorado. Em Nossa Senhora das Dores, Uelson Pereira Santos, 25, foi preso por tráfico de drogas. Com ele, foram apreendidos alguns pinos com cocaína. Em Riachuelo, Leandro Souza Silva foi preso com uma submetralhadora 9 milímetros, de uso restrito da polícia. Em depoimento, o suspeito confessou que havia escondido a arma no Povoado Tabua, em Malhador.

Já em Pirambu, foi preso um rapaz que costumava furtar objetos em casas de veraneio. Com o suspeito, foram encontrados os objetos furtados das casas, além de uma pistola .40 com munições. E em Estância, policiais civis cumpriram o mandado de prisão contra Wesley Santos de Jesus, 30, acusado pelo assassinato de Kleiton Ângelo Santos Luz, morto a tiros e facadas em 10 de dezembro de 2016, no trevo que dá acesso ao bairro Cajueirinho.