Garis encerram greve após acordo com a Cavo no TRT

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 25/02/2017 às 00:10:00

A greve dos garis e margaridas da empresa Cavo Saneamento, responsável pela coleta de lixo em Aracaju, terminou na noite desta sexta-feira e o retorno ao trabalho acontece já a partir deste Sábado de Carnaval. A decisão foi tomada na tarde anterior, após um acordo firmado entre a direção da empresa e o Sindicato dos Agentes de Limpeza de Sergipe (Sindilimp). A negociação aconteceu em uma audiência na sede do Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT-20), no Centro Administrativo (zona oeste).

Dentre as diversas reivindicações trazidas pelos garis, foram discutidas questões sobre a melhoria das condições de trabalho, remuneração e compensação dos dias de paralisação. A Cavo deverá fornecer imediatamente 200 novos uniformes aos agentes de limpeza, comprometendo-se a adquirir os restantes para todos os trabalhadores, caso o contrato com a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) seja renovado. A empresa também deverá fornecer todos os EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) necessários, além de explicitar na proposta de renovação de contrato com o Município, caso venha a ocorrer, a contratação de uma empresa de higienização dos fardamentos.

Ficou acordado ainda que as faltas do dia 08 a 15 de fevereiro serão compensadas neste domingo, 26, e na terça-feira, 28, com jornada de seis horas de trabalho. Já as faltas dos dias 21 a 24/02, serão compensadas com mutirão de duas horas extras no dia 1º de março e jornada de quatro horas de trabalho no dia 5 de março, data final do contrato entre a Cavo e a PMA. O descumprimento das cláusulas acordadas, por qualquer uma das partes, resultará em multa diária de R$ 5 mil. A audiência foi presidida pelo desembargador Thenisson Santana Dória, presidente do TRT-20, com a participação do procurador Ricardo Carneiro, do Ministério Público do Trabalho (MPT-20).