Sergipe receberá fábrica de componentes automotivos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/02/2017 às 10:27:00

O governador Jackson Barreto recebeu os representantes da multinacional Cooper Standard para conhecer o novo projeto da fábrica de componentes e sistemas automotivos, que será instalada em Santa Rosa de Lima. O investimento poderá gerar 800 empregos. O diretor-geral, Jürgen Kneissler, e o diretor de operações da Cooper Standard na América do Sul, Ricardo Prado Del Fiori, apresentaram na reunião os benefícios que o investimento trará para a região.

“Nós conseguimos, através do PSDI, dar todo apoio necessário para que a Cooper Standard escolhesse Sergipe como sede de mais uma de suas fábricas. O governo acredita que por ser uma empresa que trabalha com componentes automotivos, a implantação dela trará bastante desenvolvimento para região”, afirmou o governador.

De acordo com a proposta, a unidade começará a produzir já em março do ano que vem, gerando inicialmente 200 novas vagas. Com a ampliação da linha de produção, o número de empregos deverá chegar a 800. A unidade de Santa Rosa de Lima fornecerá peças às montadoras Ford, em Camaçari (BA), e Fiat, em Goiana (PE).

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, a chegada de mais uma indústria é um fato de extrema importância para Santa Rosa, pois o número inicial de 200 novos empregos influenciará em outras conquistas futuras. “Esse investimento tem grande relevância, porque participar desses polos automotivos, que envolvem Bahia e Pernambuco, nos dá a esperança de trazer outras indústrias desse mercado, o que proporcionará mais progresso e desenvolvimento para nosso estado”, complementou.

Para isso, o governo investirá na construção de um galpão com 10 mil m², em um terreno de 50 mil m² cedido pela Companhia de Desenvolvimento Industrial e de Recursos Minerais de Sergipe (Codise).

Além do projeto arquitetônico, os recursos também serão destinados às obras de terraplanagem, a fim de adaptar todo espaço para a instalação completa da estrutura, composta por equipamentos e maquinários para a linha de montagem das peças, que serão de responsabilidade da empresa. Em março, será formalizado um protocolo de intenções, assinado pelo governador e por representantes da Cooper Standard, para que a implantação da unidade seja iniciada.