Carnaval sem registro de mortes nas estradas federais de Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/03/2017 às 00:09:00

Números apresentados na manhã de ontem pela Polícia Rodoviária Federal, em Sergipe, mostram que o período carnavalesco deste ano foi menos violento no trânsito das vias federais se comparado com o mesmo período do ano passado. Com o fim da Operação Carnaval, foi possível identificar um total de 13 acidentes, com registro de sete pessoas com ferimentos leves, duas em estado grave, e nenhum registro de óbito. Já em 2016, foram 20 acidentes, 21 feridos, e uma morte. Em termos percentuais, além de zerar a estatística de mortes, a PRF conquistou ainda 35% de redução no número de acidentes e de 61,9% de feridos.

Conforme avaliação feita pelo agente federal Flávio Vasconcelos, assessor de comunicação da corporação, a atuação desenvolvida pelos profissionais da Polícia Rodoviária em Sergipe deve sempre ser destacada diante da atuação firme e de cordialidade junto aos condutores, porém, ele ressalta o desejo de milhares de sergipanos em respeitar as leis de trânsito, seguir as orientações dos policiais e adotar medidas essenciais para minimizar os riscos de colisão. Vasconcelos garante que, a partir do momento em que os motoristas e motociclistas passam a atuar de acordo com a lei, o índice de sinistros tende a registrar reduções cada vez mais satisfatórias.

"Ficamos satisfeitos com esse comparativo feito com o ano passado e felizes em saber que de certa forma contribuímos para o progresso desta operação. Trabalho muito bem desenvolvido pela PRF e de excelente atribuição dos condutores. Os trabalhos de prevenção de acidentes, fiscalização e monitoramento em geral vão permanecer de forma constante para que possamos continuar obtendo números cada vez melhores; resultados que ajudam a qualificar e proteger a vida de todos", avaliou. A próxima operação está agendada para ocorrer no próximo mês de abril, no feriado prolongado da Semana Santa.

Ainda segundo os dados da PRF, ao longo dos cinco dias de fiscalizações intensificadas, 721 condutores foram notificados, sendo 269 por ultrapassagens proibidas e 295 veículos flagrados circulando acima da velocidade máxima permitida. Mais de 1,3 mil testes de alcoolemia foram realizados, sendo que 23 condutores foram flagrados dirigindo embriagados, quatro com índice alcoólico suficiente para que fossem conduzidos à delegacia. No combate à criminalidade, 14 pessoas foram detidas por diversos crimes como mandados de prisão em aberto, roubo e furto de veículos e uso de documento falso. Dois veículos com restrição de roubo/furto também foram recuperados.

 

Região Metropolitana - Enquanto nas rodovias federais o clima de regularidade tomou conta durante o carnaval, nos municípios que compõem a Grande Aracaju a situação foi oposta. Segundo números do Batalhão de Policiamento de Trânsito (CPTran), o índice de autuações por desrespeito ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB) subiu cerca de 40% se comparado ao mesmo período de 2016. Ao todo foram 344 punições, contra 247 autos de infração registrados no ano passado. Os municípios de Itaporanga d'Ajuda, Barra dos Coqueiros e Aracaju apresentaram os maiores índices de flagrantes.

Entre a sexta-feira, 24, e quarta-feira, 01, um total de 67 condutores foram autuados por consumo de bebida alcoólica antes de dirigir; o que chama a atenção é que 58 deles se recusaram a passar pelo teste do bafômetro; um condutor se recusou a fazer o teste, mas possuía sinais evidentes de embriaguez; outros três foram presos por apresentar índice acima de 0,33 miligramas de álcool por litro de ar. Conforme ordena a Legislação Federal, todos foram multado em R$ 2.934,70.