Adolescente é morta pelo ex-marido, que também se mata

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/03/2017 às 00:12:00

Uma tragédia ocorrida no final da manhã de ontem chocou os moradores do Povoado Salinas, em Laranjeiras (Vale do Cotinguiba). Maria Maiza de Jesus Santos, 17 anos foi assassinada com quatro tiros de revólver calibre 38, dentro da própria residência. Segundo a Polícia Militar, o crime foi cometido pelo ex-marido da vítima, identificado como William Alves dos Santos, 22, que logo em seguida atirou na própria cabeça. Os dois jovens morreram na hora. O incidente aconteceu na presença da filha do casal, um bebê de sete meses, que não foi atingido, mas foi encontrado no chão da casa, chorando muito.

Testemunhas informaram que Maíza estava com a criança no colo quando William chegou, por volta das 11h30, e carregava uma caixa, fazendo menção de entregar um presente para o bebê, mas em seguida tirou a arma da embalagem e obrigou a vítima a colocar a filha no colo. Foi neste momento em que os tiros foram disparados. As portas da casa chegaram a ser trancadas e tiveram que ser arrombadas pela polícia, mas uma irmã mais nova da adolescente estava no local conseguiu fugir a tempo, pedindo socorro.

Parentes confirmaram ainda que William e Maíza tinham uma relação conturbada, marcada por várias brigas e ameaças. A mais grave delas tinha ocorrido no sábado, quando ele agrediu com um soco e ela reagiu, dizendo que não aceitaria a agressão e, por causa disso, terminaria o casamento. A polícia acredita que o homem matou a vítima por não aceitar a decisão da jovem. Os corpos foram recolhidos pelo Instituto Médico Legal (IML) e o caso será investigado pela Delegacia de Laranjeiras.

 

Pedras no rosto – A polícia procura também por um acusado de ter agredido a ex-mulher com pedradas no rosto, durante uma briga ocorrida nesta quarta-feira em Nossa Senhora da Glória (Sertão). Roberta Caroline Farias da Silva, 20 anos, está internada no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju, com quadro de fraturas múltiplas na face. A agressão aconteceu depois de uma discussão com o acusado, que já foi denunciado e até preso por outras duas agressões cometidas contra a vítima. Roberta foi socorrida pelo Samu em estado grave.

Ontem, houve uma melhora no quadro da paciente, mas ela vai precisar de uma cirurgia de reconstituição facial, que não foi marcada devido ao inchaço do rosto. O crime é investigado pela Delegacia Regional de Glória e o agressor permanecia foragido até o fechamento desta edição. (Gabriel Damásio)